terça-feira, 31 de julho de 2012

A Arte de Claudio Ruso



Gotas de Saudade
Poema enviado por: Allinie de Castro
 
Coloquei sentimentos demais em meu olhar
E ele veio a transbordar doces gotas
A pular em um abismo breve e carrancudo,

Ao recordar talvez de algum amar...
Ou soltas e agressivas palavras
A retornar em meu vago pensar,
Soltas a trilhar num mundo duplo
Onde jamais alguém poderá alcançar,

Alçou voo a um precipício sem volta,
Chão sujo, duro, ingrato, pisoteado,
Que acolhe obrigado, doce que amarga,
Água que logo vira barro em meio a pó
Sem a menor chance de resgate,

Depois de lançadas, nada lhes refugia,
Nada lhes acolhe, nem dó nem piedade...
Evapora então bem de pressa, vira ar,
Que meu silêncio vai pingar pela cidade,

Larga esse sentimento mal lembrado,
Machucado, escondido pelas covas,
Pelos cantos das calçadas imundas,

Que essas minhas gotas de saudade
Caim cheias... morram... evaporem
Pra nascerem livres... Irem
Pro céu virar chuva de verdade.
 
Autor: Allinie de Castro
Fonte:http://www.poemasdeamor.com.br/poemas/poema.aspx?id=55606

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Flores da Amizade


Flores da amizade      

Existem flores em nossas vidas,
que com sua graça e beleza
ajudam-nos a seguir a vida,
por isso regamos nossas flores
todos os dias com amor e carinho.

Também existem flores
que estão em campos distantes
e fazem falta em nossos jardins,
mas caminhamos até lá
para que elas sejam regadas
e amadas como as outras,
e não morram sem nós.

Existem ainda os botões,
que se tornarão belas flores
se regarmos e cuidarmos com amor.

Essas flores são nossas amizades:
novas, antigas, distantes,
mas que serão para sempre
se cultivarmos as
Flores da Amizade.                                                                                      
                                                          Tainan Araújo

Amanhã - Guilherme Arantes




Amanhã!
Será um lindo dia
Da mais louca alegria
Que se possa imaginar
Amanhã!
Redobrada a força
Prá cima que não cessa
Há de vingar
Amanhã!
Mais nenhum mistério
Acima do ilusório
O astro rei vai brilhar
Amanhã!
A luminosidade
Alheia a qualquer vontade
Há de imperar!
Há de imperar!
Amanhã!
Está toda a esperança
Por menor que pareça
Existe e é prá vicejar
Amanhã!
Apesar de hoje
Será a estrada que surge
Prá se trilhar
Amanhã!
Mesmo que uns não queiram
Será de outros que esperam
Ver o dia raiar
Amanhã!
Ódios aplacados
Temores abrandados
Será pleno!
Será pleno!

Beatriz

                              
Olha
Será que ela é moça
Será que ela é triste
Será que é o contrário
Será que é pintura
O rosto da atriz
Se ela dança no sétimo céu
Se ela acredita que é outro país
E se ela só decora o seu papel
E se eu pudesse entrar na sua vida

Olha 

Será que é de louça
Será que é de éter
Será que é loucura
Será que é cenário
A casa da atriz
Se ela mora num arranha-céu
E se as paredes são feitas de giz
E se ela chora num quarto de hotel
E se eu pudesse entrar na sua vida

Olha 

Será que é uma estrela
Será que é mentira
Será que é comédia 
Será que é divina
A vida da atriz
Se ela um dia despencar do céu
E se os pagantes exigirem bis
E se um arcanjo passar o chapéu
E se eu pudesse entrar na sua vida


Chico Buarque de Holanda

Festival de Poesia na Bahia


A Biblioteca Comunitária Mecenas Literária, em São Gabriel, na Bahia, organiza entre os meses de agosto e setembro o Festival de Poesia – A Palavra. A melhor poesia levará R$600 de prêmio. O segundo e terceiro lugar recebem R$500 e R$400, respectivamente.
As inscrições das poesias podem ser feitas durante todo o mês de agosto. A avaliação e o anúncio dos vencedores ocorrerá em setembro. As melhores poesias também vão compor um livro, que será lançado em noite cultural no mês de novembro.
Para acessar o regulamento e receber a ficha de inscrições escreva um e-mail para bmlsaogabriel@hotmail.com
A Biblioteca Comunitária Mecenas Literária fica na Rua da Floresta, 18 – São Gabriel, Bahia. O telefone é: (74) 8117-8076

FESTIVAL SESC PALCO GIRATÓRIO



Capital e Santo André
De 2 a 26 de agosto
O Projeto Palco Giratório é uma ação que o SESC mantém para a difusão cultural e para o desenvolvimento das artes cênicas no Brasil, buscando democratizar o acesso à produção artística.
A estratégia de descentralização e intercâmbio teatral conjuga processos e resultados por meio de apresentações, oficinas, demonstrações, debates e palestras. Articula, ainda, a ocupação da rede de espaços cênicos do SESC de todas as regiões do Brasil, além de outros espaços e instituições locais.

domingo, 29 de julho de 2012



Exposição sobre fado acompanha participação portuguesa nos Jogos Olímpicos

Publicado ontem às 18:44

 



Constituída por painéis com textos em português, inglês e francês e vitrinas com objetos, nomeadamente discos, partituras, fotografias, recortes de jornais e cartazes, e uma guitarra que pertenceu a Jaime Santos (1909-1982).
A exposição, que conta a história desta música tradicional portuguesa ao longo da história até à atualidade, é complementada com uma experiência multimédia, com filmes, documentários e música.
A iniciativa celebra o reconhecimento pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) do Fado como Património Cultural Imaterial da Humanidade e é uma parceria do Comité Olímpico de Portugal com a Câmara Municipal de Lisboa e o Museu do Fado.
Na inauguração estiveram o presidente do Comité Olímpico de Portugal, Vicente Moura, e o secretário-geral, Manuel Marques da Silva, e representantes da autarquia lisboeta, nomeadamente o vereador do Desporto, Manuel de Brito.
A exposição foi inaugurada no primeiro em que os portugueses entraram em competição, fica patente até dois dias depois do fim dos Jogos Olímpicos de Londres 2012

Dia Nacional de Conservação da Natureza



Dia Mundial da Conservação da Natureza, criado pela Assembleia Geral das Nações Unidas foi comemorado ontem, 28 de Julho com o objetivo de chamar a atenção para os problemas da conservação da Natureza.


Como és capaz
de vidas destruir?
crescer perante inúteis
e como ser vivo cair
Como podes, homem,
arrancar uma flor?
flor que depois de colhida
para ti não tem valor.

A natureza te dá
o essencial para a vida
e você a despreza
acrescentando-lhe mais ferida
Abra os teus olhos
antes que o fim possa chegar
porque pode ser muito tarde
para a natureza recuperar.

Autora: (Thamires Castro)
Fonte: 
http://www.ilhado.com.br

sábado, 28 de julho de 2012



Jesus Cristo

Roberto Carlos

Jesus Cristo! Jesus Cristo!
Jesus Cristo eu estou aqui
Jesus Cristo! Jesus Cristo!
Jesus Cristo eu estou aqui...
Olho no céu e vejo
Uma nuvem branca
Que vai passando
Olho na terra e vejo
Uma multidão
Que vai caminhando...

Como essa nuvem branca
Essa gente não
Sabe aonde vai
Quem poderá dizer
O caminho certo
É você meu Pai...
Jesus Cristo! Jesus Cristo!
Jesus Cristo eu estou aqui
Jesus Cristo! Jesus Cristo!
Jesus Cristo eu estou aqui...
Toda essa multidão
Tem no peito amor
E procura a paz
E apesar de tudo
A esperança não se desfaz...
Olhando a flor que nasce
No chão daquele que tem amor
Olho no céu e sinto
Crescer a fé no meu Salvador...
Jesus Cristo! Jesus Cristo!
Jesus Cristo eu estou aqui
Jesus Cristo! Jesus Cristo!
Jesus Cristo eu estou aqui...
Em cada esquina vejo
O olhar perdido de um irmão
Em busca do mesmo bem
Nessa direção caminhando vem...
É meu desejo ver
Aumentando sempre
Essa procissão
Para que todos cantem
Na mesma voz essa oração...
Jesus Cristo! Jesus Cristo!
Jesus Cristo eu estou aqui
Jesus Cristo! Jesus Cristo!
Jesus Cristo eu estou aqui...
Jesus Cristo! Jesus Cristo!
Jesus Cristo eu estou aqui
Jesus Cristo! Jesus Cristo!
Jesus Cristo!
Jesus Cristo eu estou aqui...
Jesus Cristo! Jesus Cristo!
Jesus Cristo eu estou aqui

A Arte da Fotografia

Hora do Almoço, fotografia de Lewis Hine, que retrata a construção do Empire State Building, que por muitos anos foi o edifício mais alto de Nova Iorque e do mundo.
        Rua da Liberdade, SP, fotografia de 1937, do Antropólogo Claude Lévi-Strauss


Metrô Linha 743

Raul Seixas

Ele ia andando pela rua meio apressado
Ele sabia que tava sendo vigiado
Cheguei para ele e disse: Ei amigo, você pode me ceder um cigarro?
Ele disse: Eu dou, mas vá fumar lá do outro lado
Dois homens fumando juntos pode ser muito arriscado!
Disse: O prato mais caro do melhor banquete é
O que se come cabeça de gente que pensa
E os canibais de cabeça descobrem aqueles que pensam
Porque quem pensa, pensa melhor parado.
Desculpe minha pressa, fingindo atrasado
Trabalho em cartório mas sou escritor,
Perdi minha pena nem sei qual foi o mês
Metrô linha 743
O homem apressado me deixou e saiu voando
Aí eu me encostei num poste e fiquei fumando
Três outros chegaram com pistolas na mão,
Um gritou: Mão na cabeça malandro, se não quiser levar chumbo quente nos cornos
Eu disse: Claro, pois não, mas o que é que eu fiz?
Se é documento eu tenho aqui...
Outro disse: Não interessa, pouco importa, fique aí
Eu quero é saber o que você estava pensando
Eu avalio o preço me baseando no nível mental
Que você anda por aí usando
E aí eu lhe digo o preço que sua cabeça agora está custando
Minha cabeça caída, solta no chão
Eu vi meu corpo sem ela pela primeira e última vez
Metrô linha 743
Jogaram minha cabeça oca no lixo da cozinha
E eu era agora um cérebro, um cérebro vivo à vinagrete
Meu cérebro logo pensou: que seja, mas nunca fui tiete
Fui posto à mesa com mais dois
E eram três pratos raros, e foi o maitre que pôs
Senti horror ao ser comido com desejo por um senhor alinhado
Meu último pedaço, antes de ser engolido ainda pensou grilado:
Quem será este desgraçado dono desta zorra toda?
Já tá tudo armado, o jogo dos caçadores canibais
Mas o negócio aqui tá muito bandeira
Dá bandeira demais meu Deus
Cuidado brother, cuidado sábio senhor
É um conselho sério pra vocês
Eu morri e nem sei mesmo qual foi aquele mês
Ah! Metrô linha 743

LANÇAMENTO: 04 de Agosto de 2012
DÊ UM NOVO PODER A UM POLICIAL
Autor: Humberto Bueno
Editora: HÍMPETO
Loja  Shopping Cidade Jardim 
Av. Magalhães de Castro 12000 - Butantã |  Telefone:  (11) 3755-5811Local:  TÉRREO
Horário: das 16h às 19h

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Não importa as estações,será sempre primavera no meu coração. Mora Alves

Recordar é Viver



O seriado Shazan, Xerife & Cia. dirigia-se ao público infantil usando uma linguagem com elementos circenses e veiculando mensagens educativas. Os episódios tinham meia hora de duração com uma trama que  contava as aventuras dos mecânicos Shazan (Paulo José) e Xerife (Flávio Migliaccio), dois heróis brasileiros atrapalhados e bem-humorados que percorrem o Brasil a bordo da camicleta, uma mistura de caminhão com bicicleta todo enfeitado e cheio de engenhocas que encanta a criançada. Os dois decidem rodar o Brasil à procura de emprego e de uma peça mágica que fará com eles realizem seu grande sonho: construir a bicicleta voadora. Mas sempre algo acontece, e a dupla é desviada de seu objetivo.

Emissora:
 Rede Globo.
Ano de Produção: de 1972 a 1974.
Preto e Branco.
Companhias Produtoras: Rede Globo.




Ao Coração Que Sofre


Ao coração que sofre, separado Do teu, no exílio em que a chorar me vejo, Não basta o afeto simples e sagrado Com que das desventuras me protejo. 
Não me basta saber que sou amado, Nem só desejo o teu amor: desejo Ter nos braços teu corpo delicado, Ter na boca a doçura de teu beijo. E as justas ambições que me consomem 
Não me envergonham: pois maior baixeza 
Não há que a terra pelo céu trocar; 
E mais eleva o coração de um homem 
Ser de homem sempre e, na maior pureza, 
Ficar na terra e humanamente amar.

Olavo Bilac

CABO CARVOEIRO
Quando amanheceu fomos ao Cabo Carvoeiro
ver se o que sobrara chegaria
para suster o mar. E no café da ribeira
não consegui contar as folhas do chá.
Mas terá sido mesmo assim?
Ou pus apenas as pedras de lado,
as maiores, deixando que a areia se escapasse
por entre os dedos? Tão brilhantes
olhos que se puxam
naquela noite de Óbidos, 
não houve outra igual.
José Ricardo Nunes

quinta-feira, 26 de julho de 2012

6º Encontro de Carros Antigos de Maringá

O 6º Encontro de Carros Antigos de Maringá, que vai acontecer nos próximos dias 18 e 19 de agosto, deve reunir colecionadores de várias cidades do Paraná e também de Estados vizinhos, como São Paulo e Mato Grosso do Sul. A exposição de raridades da indústria automobilística será no Centro de Convivência Comunitário, ao lado do Paço Municipal.O presidente do Clube do Carro Antigo de Maringá (CCAM), Neudair Sanches, espera para os próximos dias a confirmação das participações de clubes e donos de carros antigos, quando também começará a ser distribuído o material gráfico para divulgação e inscrição no encontro.
Fonte: http://maringa.odiario.com

III CONGRESSO SERGIPANO DE HISTÓRIA – IHGSE
&
III ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA – ANPUH/SE

TÍTULO: História, Memória e Comemorações na Casa de Sergipe: 100 anos do IHGSE
LOCAL: Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe
             Rua Itabaianinha, 41, Centro. Aracaju/SE

O Primo Basílio

"... tinha suspirado, tinha beijado o papel devotamente! Era a primeira vez que lhe escreviam aquelas sentimentalidades, e o seu orgulho dilatava-se ao calor amoroso que saía delas, como um corpo ressequido que se estira num banho tépido; sentia um acréscimo de estima por si mesma, e parecia-lhe que entrava enfim numa existência superiormente interessante, onde cada hora tinha o seu encanto diferente, cada passo condizia a um êxtase, e a alma se cobria de um luxo radioso de sensações!

Ergueu-se de um salto, passou rapidamente um roupão, veio levantar os transparentes da janela... Que linda manhã! Era um daqueles dias do fim de agosto em que o estio faz uma pausa; há prematuramente, no calor e na luz, uma certa tranqüilidade outonal; o sol cai largo, resplandecente, mas pousa de leve; o ar não tem o embaciado canicular, e o azul muito alto reluz com uma nitidez lavada; respira-se mais livremente; e já se não vê na gente que passa o abatimento mole da calma enfraquecedora. Veio-lhe uma alegria: sentia-se ligeira, tinha dormido a noite de um sono são, contínuo, e todas as agitações, as impaciências dos dias passados pareciam ter-se dissipado naquele repouso. Foi-se ver ao espelho"
Eça de Queiroz

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Festival de Cinema de Gramado


Festival de Cinema de Gramado foi fundado em 1973 e, desde então, faz parte do calendário nacional como um dos principais eventos culturais do país. Atravessou várias etapas durante esse tempo, como os difíceis tempos da ditatura militar, mas vem firmando sua identidade a cada ano.
Desde 1992, o festival passou a exibir filmes de origem latina e foi renomeado como festival de cinema brasileiro e latino. Grandes nomes da produção nacional e internacinoal desfilam por seu tapete vermelho e disputam o "Kikito", como é chamado o troféu entregue aos ganhadores das diversas categorias.

Festival de Gramado 2012

O festival acontecerá entre os dias 10 e 18 de agosto de 2012.

Algodão Doce Festival de Artesanato - 3° edição



O Algodão Doce Festival de Artesanato está em sua terceira edição e tem o objetivo de reunir, entre os dias 2 e 5 de agosto de 2012, todos aqueles que são interessados em promover e expandir o universo dos trabalhos manuais. A Feira oferece aos artesãos e às lojas voltadas ao segmento craft um espaço diferenciado onde possam divulgar e comercializar seus produtos e serviços.
Quem visitar o evento poderá admirar e adquirir o que há de melhor em Patchwork, Quilt, Bonecas, Scrapbook, Pintura em Madeira, Biscuit, Bordados e tudo que faz parte do mundo encantador e fascinante do artesanato.

O Centro de Convenções de Florianópolis - Centrosul oferece uma infraestrutura extremamente funcional e eficiente, estando estrategicamente localizado na área central da cidade de Florianópolis, facilitando assim o acesso dos convencionais, tanto pelo Terminal Rodoviário e Aeroporto, quanto pela rede hoteleira da cidade que disponibiliza cerca de 15 mil leitos com distâncias inferiores a três quilômetros do Centro de Eventos.
Av. Gustavo Richard, 850 . Centro . Florianópolis . Santa Catarina . BRASIL
Fonte: www.festivalalgodaodoce.com.br/



terça-feira, 24 de julho de 2012

Menu da Poesia

Prefeitura de São Paulo
Secretaria de Cultura
Centro Cultural São Paulo
convidam para o evento Menu de Poesia,
No dia 27 de julho as 20h.
Um sarau poético dedicado à obra do poeta Fernando Pessoa.
Menu de poesia
Sarau poético dedicado à obra do poeta português Fernando Pessoa, com organização de Maria Alice Vasconcelos e participação dos poetas Carlos Felipe Moisés, Carlo Lotto, Carlos Augusto Sousa de Oliveira, Carlos Bueno, Célia Abila, Doroty Dimolitsas, Isabel Sousa, Ivan Carlos Regina, Paulo Ortiz e Luiz Ariston e dos músicos Margareth Magli, Joel Costa Mar, Valney Romano, Luis Afonso Magli e Rodrigo Dias.
Entrada franca - sem necessidade de retirada de ingressos
Praça Mário Chamie (Bibliotecas)

Fonte: http://www.centrocultural.sp.gov.br
A única realidade da vida é a sensação. 
A única realidade em arte é a consciência da sensação.
Fernando Pessoa

Ouvir Estrelas

Ora ( direis ) ouvir estrelas!
Certo, perdeste o senso!
E eu vos direi, no entanto
Que, para ouví-las,
muitas vezes desperto
E abro as janelas, pálido de espanto

E conversamos toda a noite,
enquanto a Via-Láctea, como um pálio aberto,
Cintila.
E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: "Tresloucado amigo!
Que conversas com elas?
Que sentido tem o que dizem,
quando estão contigo? "

E eu vos direi:
"Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e e de entender estrelas
Olavo Bilac

A Arte de Denise Mizrahi


TELA PINTADA -  MURO DE JERUSALÉM
MEDIDAS: 60 X 90 CM - ACRÍLICO S/ TELA - MOLDURA ESPECIAL -

"ÊXODO"
Acrílico sobre tela - 40 x 60 cm

Brasileira, desde criança já demonstrava aptidão para desenhar e colorir.
Estudou diferentes percepções de desenho à mão livre - em especial o
método de utilização do lado intuitivo para reproduzir desenhos. Tem como
 principal característica pinturas de traços fortes e precisos. Começou a
pintar em tela em 1999 e atualmente se dedica ao estudo das cores -  as
sensações que cada cor desperta e as combinações mais harmoniosas.

As inspirações para cada tema escolhido são aleatórias, mas intensas!
Entre telas, painéis abstratos, formas e colagens, já finalizou mais de 300
obras.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Terceira edição: NOVA DATA E PROGRAMAÇÃO OFICIAL EM TEMPO REAL


3º Festival Nacional de Música de Divinópolis acontecerá no período de 22 a 28 de julho de 2012. O projeto se propõe a realizar, novamente, apresentações gratuitas para a população como concertos, óperas, orquestras e recitais, além das oficinas direcionadas para estudantes e profissionais da música clássica, as quais são ministradas por professores reconhecidos nacional e internacionalmente.
Neste ano houve alteração na data de realização do Festival. As edições anteriores aconteceram na última semana de janeiro, em 2010 e 2011, e trouxe alunos e professores de todo o país para a cidade. A mudança da data se deve a dois motivos: janeiro é um mês propício para viagens em família e férias de muitos profissionais e a produção do Festival de Música requer o envolvimento de pessoas em muitas áreas. Outro motivo são as chuvas, típicas desta época do ano, as quais impedem a realização de apresentações em espaços abertos como praças e ruas.
Outra novidade para esta edição será a transmissão da programação oficial em tempo real pelo site do evento. O público, ex-alunos e professores poderão prestigiar as apresentações, mesmo se estiverem em outra cidade ou fora do país.
O terceiro Festival Nacional de Música acontecerá num ano muito especial para Divinópolis, pois será comemorado o 100º aniversário de emancipação política da cidade. No ano do centenário, a direção artística do evento pretende preparar uma programação especial, que homenageie a história da cidade que acolheu o Festival de braços abertos.

FIMP, Festival Internacional Música no Pampa


Programação do dia 23 de Julho:
Concerto Noturno de 2a feira
Metais do FIMP
20 horas no Clube Comercial

A Arte de Leon Keer

domingo, 22 de julho de 2012

Tomás Antônio Gonzaga



Ele nasceu em Miragaiafreguesia da cidade portuguesa do Porto, em prédio hoje devidamente assinalado. Era filho de mãe portuguesa (de ascendência inglesa, Tomásia Isabel Clarque) e pai nordestino(João Bernardo Gonzaga).[1] Órfão de mãe no primeiro ano de vida, mudou-se com o pai, magistrado brasileiro para Pernambuco em 1751 depois para a Bahia, onde estudou no Colégio dos Jesuítas. Em 1761, voltou a Portugal para cursarDireito na Universidade de Coimbra, tornando-se bacharel em Leis em 1768. Com intenção de lecionar naquela universidade, escreveu a tese Tratado de Direito Natural, no qual enfocava o tema sob o ponto de vista tomista, mas depois trocou as pretensões aomagistério superior pela magistratura. Exerceu o cargo de juiz de fora na cidade de Beja, em Portugal. Quando voltou ao Brasil, em1782, foi nomeado Ouvidor dos Defuntos e Ausentes da comarca de Vila Rica, atual cidade de Ouro Preto, então conheceu a adolescente de apenas dezesseis anos Maria Doroteia Joaquina de Seixas Brandão, a pastora Marília em uma das possíveis interpretações de seus poemas, que teria sido imortalizada em sua obra lírica (Marília de Dirceu) - apesar de ser muito discutível essa versão, tendo em vista as regras retórico-poéticas que prevaleciam no século XVIII, época em que o poema fora escrito.


Lira IV

Já, já me vai, Marília, branquejando
loiro cabelo, que circula a testa;
este mesmo, que alveja, vai caindo,
e pouco já me resta.

As faces vão perdendo as vivas cores,
e vão-se sobre os ossos enrugando,
vai fugindo a viveza dos meus olhos;
tudo se vai mudando.

Se quero levantar-me, as costas vergam;
as forças dos meus membros já se gastam;
vou a dar pela casa uns curtos passos,
pesam-me os pés e arrastam.

Se algum dia me vires desta sorte,
vê que assim me não pôs a mão dos anos:
os trabalhos, Marília, os sentimentos
fazem os mesmos danos.

Mal te vir, me dará em poucos dias
a minha mocidade o doce gosto;
verás brunir-se a pele, o corpo encher-se,
voltar a cor ao rosto.

No calmoso Verão as plantas secam;
na Primavera, que aos mortais encanta,
apenas cai do Céu o fresco orvalho,
verdeja logo a planta.

A doença deforma a quem padece;
mas logo que a doença faz seu termo,
torna, Marília, a ser quem era d'antes
o definhado enfermo.

(...)


Publicado no livro Marília de Dirceu: Segunda Parte (1799).

In: GONZAGA, Tomás Antônio. Obras completas. Ed. crít. M. Rodrigues Lapa. São Paulo: Ed. Nacional, 1942. (Livros do Brasil, 5)




Tapetes temáticos são expostos no Palácio das Artes. De 26 julho a 8 agosto 2012.


Projeto Fred, que ministrou aulas de tapeçaria no primeiro semestre deste ano, leva a exposição agora trabalhos sobre tapetes, desenvolvidos pela população da periferia de Belo Horizonte.
Com o tema Grandes Artistas, as obras relêem trabalhos de nomes como Portinari, Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Adriana Varejão, Guignard e Alfredo Volpi, entre outros.
Horário: de ter a sab das 9h30 às 21h, dom das 16h às 21h.
Avenida Afonso Pena
1537, Centro, Belo Horizonte - MG
(0xx)31 3236-7400

Chineses se divertem com exposição de arte em 3D


A ‘Magic Art Special’ foi aberta para o público em 7 de julho e acontece até 6 de agosto na cidade de Hangzhou.
Na exposição a interatividade é praticamente obrigatória e convida a posar com as pinturas.


Fonte: www.uol.com.br

sábado, 21 de julho de 2012

8º Festival do Chocolate agita Ribeirão Pires


Além das delícias gastronômicas, haverá shows com artistas como Zélia Duncan, Frejat e Jorge Aragão e atrações para a garotada

Começou o 8ª Festival do Chocolate de Ribeirão Pires. Até o dia 12 de agosto, sempre às sextas, sábados e domingos, o evento terá atrações gastronômicas, música, teatro, artes plásticas, circo e dança.

Além das tradicionais barras de chocolate, que nessa edição terão novas versões - crocante, branco e diet -, haverá trufas, bombons, sopas no pão e fondues.

No quesito musical, nomes como Zélia Duncan, Frejat, Victor e Léo, Jorge Aragão, Jair Rodrigues, Edson e Hudson, Skank, Oswaldo Montenegro e Simoninha e o Baile do Simonal passarão pela tenda multicultural. Para o público infantil, haverá espetáculos como Cocoricó, Palavra Cantada, Patati Patatá e Turma da Mônica.

A maioria das atrações é gratuita. Em alguns shows, é necessário ir até um posto credenciado e doar 3 Kg de alimento não perecível - exceto sal e fubá - para obter o ingresso. Clique aqui e confira a programação completa.

SERVIÇO
8º Festival do Chocolate de Ribeirão Pires
Data: de 20/7 a 12/8
Endereço: Avenida Brasil, 145, Ribeirão Pires

Do Portal do Governo do Estado

O cartunista Jaguar


Sérgio Jaguaribe começou sua carreira em 1952 na revista Manchete onde, por influência de Borjalo passou a assinar somente Jaguar. Na mesma época trabalhava no Banco do Brasilsubordinado a Sérgio Porto, que o convenceu a não deixar o emprego em favor do humorismo.
No início da década de 1960 passa a ser um dos principais cartunistas da revista Senhor, colaborando também na Revista Civilização Brasileira, na Revista da Semana, no semanário Pif-Paf e nos jornais Última Hora e Tribuna da Imprensa. Lança sua primeira coleção em 1968Átila, você é bárbaro.
No ano seguinte, funda o jornal O Pasquim com Tarso de Castro e Sérgio Cabral. É o único a permanecer até o fim da publicação, em 1991, quando passa a editar o jornal A Notícia.
  • Obras publicadas

  • Átila, você é bárbaro
  • Nadie es perfecto
  • Confesso que bebi
  • Ipanema, se não me falha a memória