sábado, 31 de março de 2012


Só há amor quando não existe nenhuma autoridade".

Raul Seixas

CONCURSO "PASSAGENS EM TELA"


quem sou eu:


APOIO CULTURAL:
SECRETARIA DE CULTURA DE ARARUAMA
HOTEL VER A VISTA / ARARUAMA
SEPOL COMPUTADORES - RIO DAS OSTRAS

EQUIPE ORGANIZADORA:
ELAINE MELLO
MARIA DO SOCORRO
SECRETARIA DE CULTURA DE ARARUAMA  

DIVULGADORES:  
SCA - SECRETARIA DE CULTURA DE ARARUAMA
ALACRO - ACADEMIA DE LETRAS ARTES E CIÊNCIAS DE RIO DAS OSTRAS
ACLAC - ACADEMIA CABISTA DE LETRAS DE ARRAIAL DO CABO
ABLA - ACADEMIA BOITUVENCE DE LETRAS
RASZ  5 - COMUNICAÇÃO VISUAL
SITES, BLOGS E COMUNIDADES DE AMIGOS

EDITAL E INFORMAÇÕES POR NO E-MAIL:
alacro-academia2011@live.com

sexta-feira, 30 de março de 2012

El cardenal-infante Fernando de Austria,
Anton van Dyck, óleo sobre lienzo,
107 x 106 cm, h. 1634.
Madrid, Museo Nacional del Prado

quinta-feira, 29 de março de 2012

CONCURSO "PASSAGENS EM TELA"

Esperamos sua inscrição:
Solicite o Edital e Participe.
alacro-academia2011@live.com
Elaine Mello

quarta-feira, 28 de março de 2012

Morre o Mestre.

A presidente, Dilma Rousseff, divulgou nota nesta quarta-feira em que destaca os talentos e elogia o desenhista, jornalista, dramaturgo e escritor Millôr Fernandes, que morreu na noite de terça-feira (27), aos 88 anos.

Dilma afirma, na nota, que Millôr foi um gênio brasileiro, ícone do humorismo.
"Brilhante jornalista, com a mesma maestria tornou-se escritor, cartunista e dramaturgo. Autodidata, traduziu para o português dezenas de obras teatrais clássicas. Atuou em diversos veículos de comunicação, além de ter sido fundador de publicações alternativas", disse a presidente.
"Com sua morte, o Brasil e toda a nossa geração perdem uma referência intelectual", concluiu Dilma

***********************************************************************************
A verdadeira amizade é aquela que nos permite falar, ao amigo, de todos os seus defeitos e de todas as nossas qualidades.
Millôr Fernandes

Fonte: www.uol.com.br

MARCAS DA VIDA


MARCAS DA VIDA

Antiga casa percorri
em cada cômodo me vi
pulando a escada subi
como criança me senti.

Nas paredes impregnadas
todos os meus sonhos revi
saudades da minha infância
da juventude que ali vivi.

Um lar repleto de amor
de união e compreensão
de aconchego e bem estar
de exemplos a enraizar.

Emocionada fiquei
em cada canto que passei
lembranças que a história marcou
marcas que a vida deixou.

AMARILIS PAZINI AIRES

NATUREZA


NATUREZA

Verde que te respiro arvoredo,
azul a imensidão celeste,
amarelo te vejo no amanhecer,
branco como um véu espiritual.

Botão, flôres, frutos
imergem na estação,
pássaros, pétalas, folhagens,
coração transbordando de emoção.

Sentimentos ocultos afloram
exuberância de energia, calor de paixão,
esplendor de infinito universo,
obrigada, Senhor, que imensidão.

AMARILIS PAZINI AIRES

MINHAS MÃOS


MINHAS MÃOS


Calorosas mãos
eis...minhas mãos
energia transmitem
por onde percorrem.

Tocam teu corpo
em leves caricias
sensiveis te aquecem
em doces premissas.

Calorosas mãos
eis...minhas mãos
te fazem carinhos
e te enloquecem.

Levam teu corpo
em sensibilidade
plainar num momento
de felicidade.

Calorosas mãos
eis ... minhas mãos.

Amarilis Pazini Aires

terça-feira, 27 de março de 2012

É hora de descobrir seus superpoderes para proteger a Amazônia. O Greenpeace convoca heróis de todo o Brasil para se juntarem à Liga das Florestas, um grupo que lutará com unhas e dentes para defender nosso maior patrimônio ambiental.
O desafio da Liga das Florestas é reunir 1,4 milhão de assinaturas favoráveis à lei do Desmatamento Zero – iniciativa popular para proteger as florestas. Se atingirmos essa marca, os políticos de Brasília terão a obrigação de colocar o assunto em discussão.
Para se tornar um herói é muito simples. Basta acessar o site da Liga das Florestas e assinar a petição. Uma página do seu perfil será criada dentro do site e cada vez que você convidar seus amigos ou compartilhar o jogo nas redes sociais, você acumula pontos. No final, seus pontos podem virar prêmios como camisetas, ecobags, bonés e pulseiras do Greenpeace.
Entre agora na Liga das Florestas. Exerça seu direto como cidadão de propor melhores leis para o país e ajude a escrever um novo capítulo na história de um Brasil mais verde.

Anônimos no Fringe 2012


O Grupo Anônimos de Teatro volta a se apresentar no sul do país no maior festival de teatro do Brasil, o XXI Festival de Curitiba. Participando da Mostra Fringe, que reúne grupos nacionais e internacionais numa exposição do atual teatro feito pelos grupos e artistas brasileiros, o grupo cachoeirense leva três produções para a capital paranaense. Entre os dias 30 de março e 03 de abril, o teatro capixaba mostra suas expressões. O grupo viaja com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado do Espírito Santo.

30 de março – 18 horas – Praça Rui Barbosa: Arte e Existência
“Arte e Existência” se estabelece como uma verdadeira germinação de formas que refazem o ato criador, num tempo e espaço próprios. Formas capazes de dirigir ou derivar forças. A encenação reune elementos opostos (água, carne, pano e o próprio corpo) capazes de: desconstruir, descentrar, desintegrar, construir, equilibrar, integrar. O ir-se abrindo e se metamorfoseando. O Corpo que está em cena se propõe ser o receptáculo dos movimentos mais íntimos da alma humana, fazendo com que o performer se torne uma presença viva em cena. Fotos aqui!

31 de março – 12 horas – Praça Rui Barbosa: Ri Quem Quer
Convite ao riso e ao divertimento em que os atores mostram que o teatro é uma forma livre de expressão humana, onde o riso pode derivar dos jogos circenses, do grotesco e do ridículo do corpo, e é capaz de provocar as mais diversas sensações. O bom humor é o personagem principal da peça cheia de improvisos. Fotos aqui!

31 de março a 03 de abril – Diversos locais: Cadê o teatro que estava aqui?
Um ator, um figurino, um cenário, uma apresentação nas ruas de Curitiba. Eis mais uma peça de teatro, certo? "Cadê o teatro que estava aqui?" ilustra a pergunta que todos fazem, mas se calam diante do espetáculo da cena, do fantástico que aliena. Num festival de teatro, o teatro realmente existe? PERFORMANCE INÉDITA, CRIADA PARA O FESTIVAL.

Grupo Anônimos de Teatro
A partir de uma experiência em grupo na época da Universidade, esses jovens fundaram, em 2008, esse coletivo teatro que faz um teatro experimental na busca das diversas modalidades cênicas. Sua arte vai do teatro pobre de Grotowski à Crueldade de Artaud, passando pelos estudos do clown e da pantomima. O grupo leva performances aos ambientes mais diversos, elevando o teatro ao momento de conhecimento, introspecção e entretenimento.

Mais informações sobre o grupo: www.grupoanonimosdeteatro.blogspot.com

Carinhoso - Pixinguinha

Meu coração, não sei por quê
Bate feliz quando te vê
E os meus olhos ficam sorrindo
E pelas ruas vão te seguindo,
Mas mesmo assim foges de mim.
Ah se tu soubesses
Como sou tão carinhoso
E o muito, muito que te quero.
E como é sincero o meu amor,
Eu sei que tu não fugirias mais de mim.
Vem, vem, vem, vem,
Vem sentir o calor dos lábios meus
À procura dos teus.
Vem matar essa paixão
Que me devora o coração
E só assim então serei feliz,
Bem feliz.
Ah se tu soubesses como sou tão carinhoso
E o muito, muito que te quero
E como é sincero o meu amor
Eu sei que tu não fugirias mais de mim
Vem, vem, vem, vem
Vem sentir o calor dos lábios meus a procura dos teus
Vem matar essa paixão que me devora o coração
E só assim então serei feliz Bem feliz
Quando os convido a ser santos,
peço que não se conformem em ser de segunda linha,
mas que aspirem a um “horizonte maior.
Não se conformem em ser medíocres.
Papa Bento XVI

segunda-feira, 26 de março de 2012

Bonito Pantanal Mato Grosso do Sul Brasil

Fundação de Cultura abre Temporada de Exposições do Marco
O Museu de Arte Contemporânea (Marco), da Fundação de Cultura do governo do Estado, abriu no dia 20 de março (terça-feira), às 19h30, a 1ª Temporada de Exposições do ano com três mostras: Gravuras, do acervo do Marco; Dialetos, coletiva de artistas do Brasil e As Cores do Lugar, da artista plástica Anelise Godoy.
A primeira Temporada de Exposições tem a honra de apresentar ao público a mais nova aquisição do museu: 25 gravuras dos mais representativos artistas plásticos contemporâneos das Américas. O Marco foi um dos contemplados entre museus de todo o país pela doação do Projeto Bozano Arte e Natureza, composto por um conjunto gravuras da exposição ECO ART, realizada na II Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio 92).
Entre os artistas brasileiros estão nomes como o de Beatriz Milhazes, Daniel Senise, Flávio Shiró, Carlos Vergara, Siron Franco, Tomie Ohtake, Antônio Amaral, Arcângelo Ianelli, Gonçalo Ivo e Reynaldo Fonseca. Das Américas também figuram artistas como Fernando Szyszlo (Peru), Miguel Castro Leñero (México), Miguel Angel Rojas (Colômbia), Arnaldo Roche-Rabel (Porto Rico), Davi Manzur (Colômbia), Jorge Tacla (Chile), Kenneth Kemble (Argentina), Laura Anderson (México), Nelson Ramos (Uruguai), Rafael Soriano (Colômbia), Santiago Cardenas (Colômbia), Victor Hugo Irazabal (Venezuela), Geoff Rees (Canadá), Robert Goodnough (EUA) e Miguel Von Dangel (Alemão radicado na Venezuela).
A exposição Dialetos, de curadoria de Paulo Henrique Silva em parceria com o Marco, apresenta uma variada produção de talentos ao longo da primeira década do século que tiveram trabalhos apresentados recentemente em salões regionais e de artistas selecionados no projeto “Rumos” do Instituto Itáu Cultural (edição 2011/2013). A mostra apresenta um grupo de 20 artistas que dialogam com o público através das mais variadas técnicas das artes visuais. Ana Ruas, Diogo Miranda, Camila Soato, Priscilla Pessoa, Loise Rodrigues, Evandro Prado e Thiago Barros apresentam uma pintura versátil e contemporânea; Envolvendo questões urbanas e filosóficas por meio da fotografia estão presentes Adelaide Fontoura, Dalton de Paula, Daniel Reino e Joardo Filho; No desenho e seus múltilpos desdobramentos atuam Virgílio Neto, Fernando Aquino, Rondinelli Linhares, Helô Sanvoy, Thais Galbiati e Tiago Duarte.
Por final, os artistas Valdson Ramos, Marília Saenger e Nilvana Mujica compõem o grupo que trabalha com intervenções e instalações. Ainda na primeira Temporada o Marco apresenta a sala As Cores do Lugar, da artista plástica Anelise Godoy. A mostra relaciona trabalhos da artista em pintura, escultura e assemblage ao seu estudo de mestrado sobre o uso do arenito da formação de Aquidauana. Anelise explora as cores e texturas que o arenito proporciona, além de realizar uma ligação afetiva com o lugar.
Serviço: A primeira Temporada de Exposições do Marco estará aberta à visitação de terça a sexta, das 12h às 18h. Sábados, domingos e feriados, das 14h às 18h.
Mais informações no Museu de Arte Contemporânea, que fica na Rua Antônio Maria Coelho, nº 6000, no Parque das Nações Indígenas. Telefone (67) 3326-7449.
Informações FCMS

Vamos ao Teatro


As Mona Lisas

Com texto de Wilson Coca, a comédia conta a história de três rapazes que desejam sucesso em suas profissões e nos amores.

Informações do espetáculo
Duração: 1h40
Horário(s) espetáculo: 19:30h, 21:00h, 21:30h
Idioma: Português
Categoria: Teatro
Gênero(s): Comédia
Idade mínima: 12
Artista:Cia Todarte

Teatro Maria Della Costa
Endereço: Rua Paim, 72 - Bela Vista
São Paulo - SP

domingo, 25 de março de 2012

Buscando a Cristo

A vós correndo vou, braços sagrados,
Nessa cruz sacrossanta descobertos
Que, para receber-me, estais abertos,
E, por não castigar-me, estais cravados.
A vós, divinos olhos, eclipsados
De tanto sangue e lágrimas abertos,
Pois, para perdoar-me, estais despertos,
E, por não condenar-me, estais fechados.
A vós, pregados pés, por não deixar-me,
A vós, sangue vertido, para ungir-me,
A vós, cabeça baixa, p'ra chamar-me
A vós, lado patente, quero unir-me,
A vós, cravos preciosos, quero atar-me,
Para ficar unido, atado e firme.

(Gregório de Mattos)

Motivos para esperar o fim do ano.

Amigos leitores escritores do nosso Blog, vamos fazer dele muito mais que um site de relacionamento,façamos dele a nossa sala de estar onde vamos discutir,criticar, e relfetir, sobre as nossas postagens. Façamos dele o nosso café Filosófico, porque já dizia Arthur Shopenhauer :" O conhecimento nos dá a certeza da ignorância"

O mês de Dezembro não absolutamente comemoramos o nascimento de Cristo e passagem de ano temos outros acontecimentos.
no dia 1º de Dezembro, por exemplo, Rose Parkes no Alabama foi presa motivo: Ter recusado à ceder seu lugar a um passageiro branco.Martin Luther King nesse mesmo dia promoveu um movimento de boicote aos ônibus .
no dia 2 Comemora-se no Brasil o Dia Nacional do Samba, o nascimento do Mestre Didi em Salvador Bahia, e Francisco de Paula Brito,primeiro editor brasileiro,em Magê RJ 1809
dia 05 o Brasil perde um dos seus maiores intelectuais e apreciador assíduo da literatura brasileira. Foi também um dos fundadores do Jornal Clarim da Alvorada, Militante Histórico do Movimento Negro e da Associação Cultural do Negro(2006) o Jornalista e Critico Henrique Antunes Cunha.
Nesse mesmo dia 05 ,é criada uma constituição que proibe negros e leprosos a frequentar escolas no Brasil, 1824 Dia 10 Dia da Decalração dos Direitos Humanos ,instituidos pela ONU 1948,Fundação do Movimento Popular pela libertação de Angola (MPLA).Dia 11 Independência do Quênia 1963
Dia 18 Adoção da Convenção sobre a Eliminação de todas as formas de Discriminação contra mulher 1979.Dia 20 A Lei nº7437 condena o tratamento discriminatório no mercado de trabalho por motivo de raça ou cor
 
O que fizeste às nossas florestas tão encantadoras?
Roubaste-lhes o verde, o direito de viver!
Entupiste de lixo seus rios e os verdes mares,
E ainda achas que poderás sobreviver?
Lançaste ao ar o nevoeiro de um inferno,
Acreditando ser Deus; mas vejas, que ironia,
Pretendendo angariar fortunas e tesouros,
Abreviaste a tua vida, roubando-ta dia após dia.
Pensaste em ti, e te esqueceste dos teus filhos,
Da tua pobre descendência que irá te amaldiçoar.
Transformas-te a vida, do teu ideal Planeta,
Num mundo de mosaico fadado a se fragmentar.

sábado, 24 de março de 2012

O mundo está mais triste.

Ontém foi um dia triste para todos nós.
Com a morte de Chico Anysio, o Brasil perdeu uma de suas personalidades mais importantes do humor e da cultura.
Chico foi um artista que, por mais de 60 anos, alegrou milhões de pessoas e ajudou o Brasil a se entender melhor.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Dia 22 de março, estreiou no Centro Cultural Fiesp - Ruth Cardoso a peça Coração na Bolsa, resultado da nova safra de talentos revelados pelo Núcleo de Dramaturgia Sesi-British Council e o Núcleo Experimental de Artes Cênicas do Sesi-SP. O espetáculo ficará em cartaz até 1º de julho, com sessões de quinta a sábado, às 20h, e aos domingos, às 19h30. A entrada é franca.
Esta é a quarta montagem do Núcleo de Dramaturgia Sesi - British Council em quatro anos de atividades. O autor Marcus Leoni e os atores André Pastore, Monica Augusto Silva, Talitha Cunha, Ronald da Silva, Flavia Teixeira, Camila Nobre e Vivian Salva foram semeados na entidade e, agora, sob a direção do premiado Ruy Cortez, levam o espetáculo inédito ao grande público.
O enredo baseia-se no cotidiano de personagens totalmente ausentes de valores sociais, reforçando o alerta para os comportamentos encontrados na sociedade individualista contemporânea. Segundo a jornalista e dramaturga Marici Salomão, coordenadora do Núcleo de Dramaturgia Sesi-British Council, Coração na Bolsa é uma imersão num mundo de horrores sem abdicar do convite ao riso e ao prazer da fruição.
Em cena, com uma linguagem híbrida que mistura nonsense e humor negro, revela-se a história de um homem que tem uma amante com o conhecimento de sua esposa. Geniosa e articulada, a mulher legítima deseja matar a concubina do marido e acerta os detalhes para que ele o faça. No apartamento da outra, ele não consegue executar o planejado. O local transforma-se no centro das cenas de crueldade e sarcasmo, quando a mulher traída vai até ao encontro da amante passando-se por sua vizinha.
Textos“Os textos dos nossos jovens autores têm rendido excelentes lotações de público e indicações a importantes prêmios de teatro, como Shell e Cooperativa Paulista de Teatro (CPT), nos levam a querer trabalhar ainda mais arduamente na efetivação de uma dramaturgia brasileira contemporânea menos ingênua e atenta a mobilizar o pensamento de todos nós para fora do imbecilizante senso comum”, ressalta, com entusiasmo, Marici Salomão.

Coração na Bolsa foi selecionado entre as produções dos jovens autores participantes do Núcleo de Dramaturgia Sesi-British Council. O projeto, criado em 2006, visa à descoberta e ao desenvolvimento de novos autores teatrais brasileiros. Sob coordenação de Marici Salomão, tem por base a atuação conjunta das instituições, incluindo a participação de centros de dramaturgia britânicos, para incentivo do intercâmbio de experiências e metodologias.Ficha TécnicaAutor: Marcus Leoni Direção: Ruy Cortez Co-direção: Ondina Clais Elenco: André Pastore, Flávia Teixeira, Mônica Augusto, Ronald Liano, Talitha Pereira e Vivian Salva Cenografia: André Cortez Figurino: Cássio Brasil Iluminação: Fábio Retti Sonoplastia: Aline Meyer

ServiçoEspetáculo: Coração na Bolsa Temporada: 22 de março a 1º de julho, de quinta-feira a sábado, às 20h, e domingo, às 19h30Recomendação etária: Não recomendado para menores de 16 anos Local: Mezanino do Centro Cultural Fiesp - Ruth CardosoEndereço: Av. Paulista, 1313 – em frente ao metrô Trianon-Masp, capitalCapacidade: 50 lugares Duração: 80 minutos Gênero: Thriller Entrada: franca – A distribuição dos ingressos tem início a partir da abertura da bilheteria no mesmo dia do evento. Horário de funcionamento da bilheteria: quarta-feira, das 12h às 20h, de quinta-feira a sábado, das 12h às 20h30; e domingo, das 11h às 19h30. São distribuídos dois ingressos por pessoa.

Por Danusa Etcheverria

terça-feira, 20 de março de 2012

Há quem me julgue perdido,porque ando a ouvir estrelas.
Só quem ama tem ouvido para ouvi-las e entende-las..


Olavo Bilac

segunda-feira, 19 de março de 2012

sábado, 17 de março de 2012

Curiosidade

    MÊS DE JULHO
SEM
DOM
SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SAB
28
1
2
29
3
4
5
6
7
8
9
30
10
11
12
13
14
15
16
31
17
18
19
20
21
22
23
32
24
25
26
27
28
29
30
33
31
Este ano, Julho terá 5 sexta-feiras, 5 sábados e 5 domingos.
Isto acontece uma vez a cada
823 anos. Estes anos são conhecidos como 'Money bag'. (saco de dinheiro). Passe para 8 boas pessoas e o dinheiro aparece em 4 dias, baseado no Fengshui chinês. (acho melhor enviar pra 16 pessoas...rs)
Quem parar não recebe, diz aqui...
Bom, não custa tentar....

quinta-feira, 15 de março de 2012








"Quando olho para o mar e vejo a sua grandeza, fico pensando com o acaso poderia fazer algo tão maravilhoso, então penso, deve haver alguém que o fez, e esse alguém deve ser Deus."

Carlos Benethi

terça-feira, 13 de março de 2012

O SOM DO SILÊNCIO


O SOM DO SILÊNCIO

Quero perder-me no vazio
ouvir o silêncio
do meu eu quedo
adormecido,
ficar comigo
sem eco
no meu silêncio
desbravando as linhas quietas
da alma silenciosa
que espera o som do nada
ouvindo o eu
no silente da alma
muda
sentir-me plena
no meio do nada
na voz silênciosa
do silêncio eterno.

AMARILIS PAZINI AIRES
Eu sou de uma terra que o povo padece
Mas não esmorece e procura vencer.

Da terra querida, que a linda cabocla

De riso na boca zomba no sofrer

Não nego meu sangue, não nego meu nome

Olho para a fome, pergunto o que há?

Eu sou brasileiro, filho do Nordeste,

Sou cabra da Peste, sou do Ceará.

segunda-feira, 12 de março de 2012

sábado, 10 de março de 2012

Motivo - Cecília Meireles

Eu canto porque o instante existe e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem sou triste:sou poeta.
Irmão das coisas fugidias,não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e diasno vento.
Se desmorono ou se edifico,se permaneço ou me desfaço,— não sei, não sei.
Não sei se ficoou passo.
Sei que canto.
E a canção é tudo.
Tem sangue eterno a asa ritmada.
E um dia sei que estarei mudo:— mais nada.
Cecília Meireles

sexta-feira, 9 de março de 2012

Ilustração que compõe as Cantigas de Santa Maria, atribuída a Alphonsus X. As imagens, do século XIII, representam o espírito bélico na Guerra de Reconquista Católica, na Península Ibérica

Cinemateca realiza mostra em homenagem às Mulheres

A mostra “Mulheres na Direção” é a homenagem da Cinemateca Brasileira ao Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março. Até o dia 11 de março estão em cartaz filmes
realizados por diretoras estrangeiras de cinematografias, tendências e épocas diversas.
Variada, a programação deste ano reúne produções lançadas nos anos 1990 e 2000, entre filmes de estreia de cineastas principiantes, obras de vanguarda e sucessos comerciais há
muito tempo longe das telas.
Mantendo a linha de pesquisa que carateriza seu trabalho de difusão, a Cinemateca mais vez prospectou cópias em acervos de distribuidoras e consulados para montar o ciclo, que também conta com materiais de sua própria coleção. Todos os títulos serão exibidos em cópias em película.
Dentre os filmes selecionados para a mostra, destacam-se “Após a reconciliação”, de Anne-Marie Miéville, colaboradora de longa data do cineasta Jean-Luc Godard, que participa do
filme como ator; “Os dois lados da felicidade”, de Mina Shum, diretora de origem chinesa premiada no Festival de Berlim de 1995; “Do lado de Mathilde”, documentário de Claire Denis
não lançado comercialmente no Brasil e o raro “Síndrome astênica”, de Kira Muratova, Leão de Prata no Festival de Berlim de 1990.
O audiovisual brasileiro feito por diretoras ganha homenagem com a programação do “Curta Cinemateca” em cartaz na Sala Cinemateca Petrobras. Confira a programação completa no
SERVIÇO – A Cinemateca Brasileira fica no Largo Senador Raul Cardoso, 207, próxima ao
Metrô Vila Mariana, em São Paulo. Ingressos: R$ 8,00 (inteira) / R$ 4,00 (meia-entrada). Estudantes do
Ensino Fundamental e Médio de escolas públicas têm direito à entrada gratuita mediante
a apresentação da carteirinha. Agende uma visita com seus turma ou busque outras
informações pelo (11) 3512-6111 (ramal 215).
Fabio Gouvea Quarteto Recebe
Vinícius Dorin E Sérgio Santos
SESC Sorocaba

Dia(s) 21/03 Quarta, às 20h.
Adepto da “música universal” – termo cunhado por Hermeto Pascoal para designar
uma música que promove, sem preconceito, a mistura de diversos ritmos
brasileiros e de outras nacionalidades – Fabio Gouvea encabeça o quarteto,
assinando todas as músicas e arranjos do grupo, que é formado ainda por Eduardo
Gobi (piano), Felipe Brisola (baixo) e Marcio Correa (bateria). Neste show de
lançamento de seu primeiro CD, o quarteto conta com a participação especial de
Vinícius Dorin (considerado um dos melhores saxofonistas do país na atualidade e
que toca no grupo de Hermeto Pascoal) e do cantor mineiro Sérgio Santos
(parceiro de nomes como Andre Mehmari, Joyce e Paulo César Pinheiro), sendo que
ambos marcam presença também nas faixas do disco.
Local: Fundec Rua Brigadeiro Tobias, 73 – Centro
Capacidade: 235 lugares

quinta-feira, 8 de março de 2012


MULHER

Dia um,
dia todos os dias.
Dia a dia, aniversaria.
Simples, bela,
que idade teria?
Uma em todas,
todas as mulheres são.
E quais pétalas de rosas
caindo,
cobrem todos os caminhos,
descobrem todos os destinos
espalhando o seu perfume.
Luz, manto enquanto dança.
Semente e abrigo, vários encantos.
Sede,luta, ardor e
como de costume
ternura e amor!

PAULO HENRIQUE FRIAS




Dia Internacional da mulher


Você mulher, geradora de emoção
Que embala no berço outra vida
Jorrando do seio amamentação
Planta a semente de amor caricida
Como uma fortaleza edificada
Aprofunda alicerces nas conquistas
Faz do trabalho rancho e pousada
Como mães militantes estrategistas
Na prole uma mestra educadora
Dirige a nave para seguir um rumo
Entre erros acertos é redentora
Mesmo que a barca desvie o rumo
No lar é a força maior de proteção
Como uma ave que protege o ninho
Tem sempre o abraço em redenção
No coração, perdão, afeto, carinho
Dentre tantas onde o jardim floresce
E o amor semeia uma glória infinda
Noutras a chama que nunca aquece
Traz como sina a desventura finda
Eu mulher de emoções tantas, tantas
Curvo-me diante da Divina criação
Mesmo diante, de profanas e santas
Meu saudar neste dia de emoção
Sonia Nogueira *sogueira*
Ler mais:

quarta-feira, 7 de março de 2012


Era uma vez... numa terra muito distante...uma princesa linda, independente e cheia de auto-estima.Ela se deparou com uma rã enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo era relaxante e ecológico... Então, a rã pulou para o seu colo e disse: linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Uma bruxa má lançou-me um encanto e transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir lar feliz no teu lindo castelo. A tua mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavar as minhas roupas, criar os nossos filhos e seríamos felizes para sempre... Naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria, pensando consigo mesma: - Eu, hein?... nem morta!

terça-feira, 6 de março de 2012

SHOW COM ALMIR SATER TEATRO
Classificação:14 anos-->
Data 29/03/2012

Horário - 21:00H
Local:
TEATRO G. PEDRO IVO
FLORIANÓPOLIS - SC
Maiores informações:
www.ingressofacil.com.br

Vale a Pena Conhecer a Obra de Hyacinthe Rigaud

Hyacinthe Rigaud (1659-1743) foi pintor oficial da corte de Luís XIV, membro da Academia Francesa e se destacou pelos retratos solenes, os quais, já naquela época, eram considerados bastante tradicionais. O quadro de Rigaud, encomendado por Luís XIV para servir de presente para o rei Filipe V da Espanha, foi feito a partir de um estudo fisionômico cuidadoso. O artista utilizou a técnica óleo sobre tela. Este retrato, rico em detalhes e símbolos, agradou tanto Luís XIV que o rei francês desistiu de dá-lo de presente, decidindo colocá-lo na sala do trono no Palácio de Versalhes. Quando Luís XIV se ausentava de Versalhes, este quadro era, de certa maneira, a imagem do rei. É preciso ressaltar que, ao pintar o "Rei Sol", Rigaud tomou muitos cuidados com os elementos que colocaria no retrato, como a flor de lis que decora o manto e o baú.

Vale a Pena Conhecer - A obra de theodore de bry

Theodor de Bry (Liège, 1528Frankfurt, 27 de março de 1598) foi um ourives e editor belga que se tornou especialista em gravuras de cobre. Nascido na Bélgica, logo fugiu para a Alemanha fugindo de perseguições religiosas de católicos espanhóis. Viveu também na Inglaterra, onde expôs seus trabalhos sobre a exploração do novo mundo. Entre suas obras, está uma muito conhecida no Brasil que retrata um ritual de canibalismo dos índios tupinambás na então colônia portuguesa.

segunda-feira, 5 de março de 2012


Num momento em que a arte italiana estava ancorada no estilo bizantino, Cimabue
conseguiu renová-la e impulsioná-la para a modernidade, como iniciador da escola
florentina do século XIV.
Bencivieni di Pepo, que seria chamado Cimabue, nasceu por
volta de 1250 em Florença. Desde a infância interessou-se pelo desenho, que
executava à moda dos artistas gregos.
Esteve em Roma por volta de 1272 e se supõe que ali tenha
criado seu estilo, em reação contra a esquemática maniera greca. A influência
bizantina em sua arte se mostra, no entanto, pelo emprego do ouro, no que foi
pioneiro na Itália, segundo Vasari.
Entre suas poucas obras, o monumental "Crucifixo"
elaborado para a igreja de Santa Croce, em Florença, exibe um estilo hierático
que ele foi aos poucos abandonando em favor de uma maior expressividade gótica.

domingo, 4 de março de 2012



CANHÃO DE LUZ

Ajoelho-me
ao pé das estrelas
quando vejo o seu sorriso
entre todas.

Meu coração
qual canhão
dispara em sua direção
os meus beijos.

Na festa
muitas se tornam neblinas,
só você, foco do meu desejo,
toco-lhe com mil dedos.

Ajoelho-me
ao pé da poeira de luz,
canhão estroboscópico
a girar sua dança.

Que me conduza
a esperança.
Seu nome menos importa,
quero a porta da sua presença!

PAULO HENRIQUE FRIAS