sexta-feira, 31 de maio de 2013

Ex-Beatle se apresenta em São Paulo e Curitiba em outubro; pré-venda exclusiva começa no dia 3 de junho


Depois de passar pela Ásia e pela Oceania, o ex-Beatle Ringo Starr volta para o Brasil com duas apresentações da turnê do disco "Ringo 2012". Com ingressos entre R$ 120 e 650, os shows acontecem em São Paulo (29/10) e em Curitiba (31/10). Depois, segue para outros países da América Latina.


Aos 78, atriz de 'Jeannie é um Gênio' veste figurino da série

Ela pode ter passado cinco anos e 139 episódios sendo um gênio, mas Barbara Eden teve que fazer mais do que apenas acenar com a cabeça para manter a forma e entrar no figurino de Jeannie é um Gênio aos 78 anos. A atriz vestiu o look icônico, usado quando tinha 30 e poucos anos, para a cerimônia de abertura do Life Ball 21, em Viena, na última semana. As informações são do Daily Mail.
Ela contou que trabalha duro para manter a forma e tem um treino impressionantemente programado. “Eu pedalo três vezes por semana e faço treino com pesos acompanhado por um treinador”, contou. “É importante levantar pesos para os seus ossos”, acrescentou. Ela confessou que não é mais da turma da frente nas aulas de ginástica, mas que acompanha os exercícios e malha por uma hora.
Os cuidados se estendem à alimentação: “tenho um bom café da manhã e tento ingerir bastante proteína no almoço”. A atriz confessou que por vezes o envelhecimento a chateia, mas agradece pela saúde que tem. “Você não pode ser o que era quando jovem, mas sou sortuda por estar aqui”, comentou.

Dez dicas para deixar de fumar


Tabaco mata 11 por dia em Portugal. Fumar é a principal causa de cancro do pulmão. (Conheça os malefícios e veja, no final, os conselhos para largar o tabaco)

Por:Mariana Flor

Apesar de Portugal ter uma taxa de fumadores inferior à da média europeia, por dia, no nosso país, morrem 11 pessoas com cancro do aparelho respiratório, doença que tem no tabaco a principal causa. Esta sexta-feira, celebra-se o dia Mundial Sem Tabaco sob o lema "proibição da publicidade, da promoção e do patrocínio do tabaco".
O tabagismo faz mais de cinco milhões de vítimas todos os anos, o que significa que a cada seis segundos morre um fumador. A exposição ao fumo do tabaco ambiental também mata 600 mil de fumadores por ano.
No ano passado, em Portugal 23% da população era fumadora, segundo dados do Eurobarómetro "Atitudes dos Europeus frente ao tabaco". O valor está abaixo da média europeia, que se situa nos 28% e muito longe da Grécia que é o país com mais fumadores (40%).
No entanto, ao contrário do ocorrido na maioria dos países europeus, o consumo do tabaco não tem diminuído, mantendo-se com os mesmos valores desde 2009. Apesar da legislação mais apertada em relação ao fumo em espaços públicos, o consumo de tabaco em bares e restaurantes aumentou em 1%, ainda segundo dados do Eurobarómetro.
O número de mulheres e jovens fumadores também está a aumentar, alerta Luís Rebelo, presidente da Confederação Portuguesa de Prevenção ao Tabagismo (COPPT). "Isso é óbvio quando se vai à porta das escolas e aos bares", acrescenta.

EFEITOS DO CONSUMO DE TABACO
O tabaco contém mais de 4.000 substâncias químicas, algumas com efeitos tóxicos e irritantes. No fumo foram identificadas mais de 40 substâncias capazes de provocar cancro. Substâncias que existem tanto na folha do tabaco, como provenientes do processo de produção e nos aditivos químicos, na folha e na cola.
Os riscos para a saúde decorrentes do consumo de tabaco são muitos, sendo um dos principais o cancro dos pulmões, em que mais de 75% dos casos são provocados pelo tabaco, explica Teles de Araújo, médico especialista e presidente da Fundação Portuguesa do Pulmão.
O cancro do sistema respiratório, que engloba brônquios, pulmão, traqueia e faringe, mata 11 portugueses por dia. Desde 2002, a morte por cancro do pulmão já aumentou 18,4%, só em 2010 tirou a vida a 4 mil portugueses.
Em Portugal diagnosticam-se cerca de 3800 novos casos por ano, sendo que só 15% são identificados em estado precoce. A grande maioria dos cancros de pulmão são diagnosticados em estádios avançados ou metastáticos "É um cancro difícil de combater, porque os primeiros sinais são tardios, acontecem quando o cancro já está disseminado", afirmou o médico Teles de Araújo.
DICAS PARA DEIXAR DE FUMAR
Só um pequeno número de fumadores é capaz de manter níveis muito baixos de consumo e deixar de fumar com facilidade. Têm sérias dificuldades em abandonar este hábito.
Para estas situações, existem atualmente apoio médico, medicamentos e apoio de natureza comportamental.
"Só 3 a 5% da população é que consegue deixar de fumar sem nenhum apoio", alertou Luís Rebelo, presidente da COPPT.
VEJA DEZ PASSOS PARA DEIXAR DE FUMAR, SEGUNDO OS ESPECIALISTAS:
1. Motivação é o primeiro passo. Faça uma lista dos motivos que, para si, justificam a decisão de deixar de fumar. Exemplo: Poupar;
2. Conheça melhor os seus hábitos tabágicos: situações em que fuma habitualmente, quando toma café, ao telefone. Anote os cigarros que lhe dão mais prazer;
3. Escolha o Dia D: Fixe um dia para deixar de fumar. Uma data simbólica, o aniversário, as férias,ou simplesmente o início do fim-de-semana;
4. Anuncie aos seus amigos e no local de trabalho que a partir dessa data não vai voltar a fumar;
5. Nas semanas anteriores ao dia para deixar de fumar prepare-se para a mudança: Releia a lista de motivos, procure atrasar o primeiro cigarro da manhã ou mude de marca de tabaco para uma que goste menos;
6. Pare de fumar no dia escolhido, dia D. Coloque o 1º adesivo de nicotina ao acordar no Dia D;
7.  Retire de perto de si todos os objetos relacionados com o hábito de fumar;
8.  Ocupe a cabeça, a boca e as mãos;
9. Alimente-se saudavelmente e faça exercício físico;
10. Evite ambientes onde se fume. Por 2 a 4 semanas "fuja" das pessoas, dos locais e das ocasiões onde se fuma.

Feirinha do Bixiga


Muita gente conhece as feirinhas de antiguidade da Benedito Calixto e MASP, mas nossa favorita é a do Bairro do Bixiga. Infelizmente, todas estão ficando careiras, mas a do Bixiga ainda é a mais em conta, fora que o bairro é bem peculiar e interessante.
Horário: Todos os domingos, das 9h às 18h.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Kiroro - Miraie

Talk Show com Célia Coev

Talk Show é exatamente o que declara no nome: um bate-papo, uma conversa informal!!!! Quem gosta de assuntos culturais, musicais, artísticos, políticos, sociais, não pode perder o programa que apresenta ao público internauta entrevistas variadas com atores, escritores, músicos, compositores, produtores culturais, personalidades diversas, anônimos interessantes.

www.justv.com.br

"Quem não se movimenta, não sente as correntes que o prendem"


Celebração do Sacramento do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo é marcada por procissões e a confecção de tapetes em várias cidades do Brasil

Paduardo / Futurapress
Procissão de Corpus Christi, no ano passado, no centro de São Paulo
A comemoração de Corpus Christi é um dos dez feriados nacionais brasileiros. É nele que os católicos celebram o Sacramento do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo, um dos sacramentos da Eucaristia. A comemoração ocorre após a Festa da Santíssima Trindade, sempre em uma quinta-feira, em alusão à Quinta-feira Santa, quando se deu a instituição deste sacramento. A data também pode ser calculada pelo domingo de Páscoa, já que é realizada 60 dias depois.

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Morre o humorista Márcio Ribeiro


Morreu nesta quarta-feira, às 5h30, em Brasília, o humorista Márcio Ribeiro, comediante de stand-up com passagens pela novela Malhação e pelas séries Sandy e Jr. Os Caras de Pau, da TV Globo, e mais conhecido pelos seis anos em que esteve à frente do infantil X-Tudo, da TV Cultura, de 1994 a 2000. Ribeiro estava em Brasília para uma apresentação de stand-up comedy com a companhia Setebelos, no Bar do Ferreira de Águas Claras. Ele havia se apresentado com o grupo na segunda-feira, mas nesta terça, após passar mal à tarde, foi internado e já não pôde comparecer.

Inesquecível - Bat Masterson

18ª Festa do Imigrante

A 18ª Festa do Imigrante tem com principal objetivo valorizar e exteriorizar a cultura, tradições e saberes de todas as nacionalidades que compõem e constroem a cidade de São Paulo. Nessa edição, haverá a participação de um número ainda maior de comunidades das imigrações contemporâneas (como países da áfrica e latinos), além daquelas que representam o grande fluxo migratório da virada do século XIX.
Em 2013, a tradicional Festa do Imigrante ganha mais um dia de celebração para acolher melhor os visitantes e contemplar mais apresentações artísticas e oficinas (de artesanato e dança). O público que for ao evento poderá visitar a “Estação em Rede”, local que terá disponível terminais para consulta ao acervo digital do Museu da Imigração e ponto de coleta de depoimentos para o projeto “Cosmopaulistanos”.
Outro destaque da programação será o “Espaço Temperos do Mundo”, local onde os representantes de nacionalidades irão fazer receitas típicas de diversas regiões e dicas de preparo. Sucesso em 2012, a Tenda Faz e Conta volta nessa edição do evento com sessões de contação de histórias e lendas para as crianças. Outra atividade prevista é a "Sala de Conversa", com discussões sobre as principais questões relacionadas à imigração na atualidade como: direitos humanos dos migrantes, refúgio e tradições culturais.
Data: 02, 08,09 de junho
Horário: 10h as 16h
Informações: (11) 2692-1866

terça-feira, 28 de maio de 2013

Luiz Bolognesi no Provocações apresentado por Antônio Abujamra

“Eu acho que o cinema tem uma grande possibilidade de transformação, é uma experiência transformadora”.

Disco de Bob Dylan que marcou a década de 60 com canções de protesto faz 50 anos

O que faz um disco se tornar clássico pode ser a seleção de canções, o contexto histórico e até mesmo sua capa. "The Freewheelin", o segundo disco de Bob Dylan, que completou 50 anos de seu lançamento na segunda-feira (27), reúne todos esses atributos, graças aos encontros que as ruas de Greenwich Village, na parte baixa de Manhattan, proporcionaram ao garoto de então 21 anos.


Foi nessa região, antro da nata musical e intelectual da cena folk americana, que Dylan conheceu uma criativa jovem de 18 anos, com cabelos castanhos claros e sorriso largo. Mesmo dentro de um relacionamento conturbado, Suze Rotolo era mais do que sua namorada. "Ela é a verdadeira vidente da minha alma", descreveu o taciturno compositor na biografia "No Direction Home".



Suze foi essencial durante a safra compulsiva de canções que Dylan escrevia à máquina, com o cinzeiro cheio ao lado, ou em um bloco de notas sentado em lanchonetes e postos. Ele já tinha um disco debaixo do braço, que com apenas duas canções de sua autoria, passou despercebido.
Foi nessa época que o cantor, por sensibilidade (de oportunidade ou de causa), se misturou a um grupo de intelectuais e músicos negros. Eram tempos em que o movimento dos direitos civis e do fim da segregação racial começou a ficar ruidoso. Dylan percebeu aquele sentimento – e o vento que começava a soprar diferente – em canções-hinos com versos cortantes e apocalípticos, como "A Hard Rain's a-Gonna Fall" e "Masters of War". Suze, ainda muito jovem, exerceu um papel fundamental no despertar político do cantor.

"Eu as mostrava para ela (Suze) e perguntava: 'isso está certo?'. Porque o pai e a mãe dela eram assoviados a sindicatos e ela era interessada por essas coisas de igualdade e liberdade bem antes de mim. Eu conferia as canções com ela. Ela gostava de todas", disse Dylan ao seu biógrafo, Robert Shelton.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

                                                                              Crédito: Dirceu Rodrigues

CORAL DA CASA DAS ROSAS
Diretor Musical: Adilson Rodrigues.
Todas as quartas-feiras.
http://www.casadasrosas-sp.org.br

POEMA : DIVA

Diva um romance urbano
Seu amor encontrou
Augusto era médico
E sua vida salvou.

Emília declarou também amar
Mais augusto Diva já queria
Augusto ficou confuso
Com qual das duas ficaria.

Augusto se declara
Emília diz não mas o amor
Por fim augusto seu amor renega
E diz que com Diva vou ficar.

Eram heróis perfeitos
Um obstáculo para o amor
Emília ainda triste
Pois seu amor não encontrou.

Chegou então
A declaração final
E seu amor encontrou
Viveu por muitos anos
E sempre a sua família se dedicou

 José de Alencar

domingo, 26 de maio de 2013

Djavan

Barbosa Lessa


Nasceu em 13 de dezembro de 1929, numa chácara nas imediações da histórica vila de Piratini (capital farroupilha), RS. Devido à dificuldade para cursar uma escola regular, teve de aprender as primeiras letras e quatro operações com sua própria mãe, a qual, ao se improvisar de professora, também lhe ensinou teoria musical, um pouco de piano e, inclusive, uma novidade na época chamada datilografia.
Indo cursar o ginásio na cidade de Pelotas (Ginásio Gonzaga), aos doze anos fundou um jornal escolar ("O Gonzagueano"), em que publicou seus primeiros contos regionais ou de fundo histórico. E também fundou o conjunto musical significativamente denominado "Os Minuanos" (uma das tribos indígenas no velho Rio Grande do Sul), que pretendia se especializar em música regional gaúcha mas que, por inexistência de repertório àquela época, teve de se conformar com o gênero sertanejo e um tanto de música urbana brasileira.
Para cursar o 2o grau colegial, transferiu-se para Porto Alegre, ingressando no Colégio Júlio de Castilhos. Aos dezesseis anos de idade já colaborava para uma das principais revistas brasileiras de cultura ("Província de São Pedro") e obteve seu primeiro emprego como revisor e repórter da "Revista do Globo".
No ano seguinte participou da primeira Ronda Crioula/Semana Farroupilha e, munido de um caderno de aula para coletar assinaturas de eventuais jovens que se interessassem pelo assunto, tomou a iniciativa para a fundação do primeiro Centro de Tradições Gaúchas (CTG), o "35".
Nesta agremiação ele retomou seu interesse pela música regional e, na falta de repertório, foi criando suas primeiras canções, tais como a toada "Negrinho do Pastoreio" - hoje um clássico da música regional gaúcha.
Bacharel pela Faculdade de Direito de Porto Alegre (UFRGS), 1952.
Formando com seu amigo Paixão Côrtes uma abnegada dupla de pesquisadores, de 1950 a 1952, realizou o levantamento de resquícios de danças regionais e produziu a recriação de danças tradicionalistas. Resultado dessa pesquisa da dupla foi o livro didático "Manual de Danças Gaúchas" e o disco long-play (o terceiro LP produzido no Brasil) "Danças Gaúchas", na voz da cantora paulista Inezita Barroso.
Incentivou a realização do Primeiro Congresso Tradicionalista do Rio Grande do Sul, levado a efeito na cidade de Santa Maria, em 1954, quando apresentou e viu aprovada sua tese de base socióloga "O Sentido e o Valor do Tradicionalismo", definidora dos objetivos desse movimentos.
Em 1956 montou um grupo teatral para apresentação de sua comédia musical "Não te assusta, Zacaria!", e saiu divulgando as danças e os costumes gauchescos por todas as regiões do Rio Grande do Sul, colhendo aplausos também nas cidades de Curitiba e São Paulo.
Residiu na capital paulista até 1954, envolvido com produção de rádio, televisão, teatro e cinema, detendo-se finalmente na área de propaganda e relações públicas. Chefe de grupo-de-criação da Jr. Walter Thompson Publicidade e chefe de relações-públicas do Banco Crefisul de Investimentos.
Voltou a Porto Alegre em 1974, já como especialista em Comunicação Social, tendo trabalhado na Mercur Publicidade e Companhia Riograndense de Saneamento, CORSAN. Aposentou-se como jornalista em 1987.
Entrementes, na administração de Amaral de Souza, foi Secretário Estadual da Cultura, tendo então idealizado para Porto Alegre um centro oficial de cultura acadêmica, que veio a pré-inaugurar em março de 1983: a Casa de Cultura Mário Quintana.
Mantinha pequena reserva ecológica no município de Camaquã, onde residia com sua esposa Nilza, dedicada à produção artesanal de erva-mate e plantas medicinais. Filhos: Guilherme, analista de sistemas, residente em Porto Alegre e Valéria, casada com norte-americano e residente no estado de New Jersey, USA.
Teve destacado nome na música popular e na literatura. Dentre suas músicas, sempre de cunho gauchesco, destacam-se "Negrinho do Pastoreio", "Quero-Quero", "Balseiros do Rio Uruguai", Levanta, Gaúcho!", "Despedida", bem como as danças tradicionalistas em parceria com Paixão Côrtes.
E numa bibliografia de cerca de cinqüenta títulos, destacam-se os romances "República das Carretas" e "Os Guaxos" (prêmio 1959 da Academia Brasileira de Letras), os contos e crônicas de "Rodeio dos Ventos", o ensaio indigenista "Era de Aré", a tese pioneira "O sentido e o Valor do Tradicionalismo", o ensaio "Nativismo, um fenômeno social gaúcho", "Mão Gaúcha, introdução ao artesanato sul-rio-grandense", o álbum em quadrinhos "O Continente do Rio Grande" (com desenhos de FLávio Colin) e os didáticos "Problemas brasileiros, uma perspectiva histórica"", "Rio Grande do Sul, prazer em conhecê-lo", e "Primeiras Noções de Teatro". Também os dois volumes do Almanaque do Gaúcho.
Foi Conselheiro Honorário do MTG - Movimento Tradicionalista Brasileiro.
Faleceu em onze de março de 2002 

sábado, 25 de maio de 2013

Vale a Pena Assistir - Al Jarreau

Ocupação Antonio Nóbrega - Itaú Cultural

(Foto: Itaú Cultural)
Antonio Nóbrega é músico, compositor, ator, dançarino, coreógrafo, pesquisador e, a partir de 4 de abril, o homenageado da 14ª edição do programaOcupação. A exposição, que pode ser visitada até 26 de maio, apresenta ao público os processos criativos do artista e um pouco da história dos caminhos percorridos por ele, que, em 2012, comemorou 40 anos de carreira. Exaltando o lúdico, a mostra convida o visitante a um passeio por um túnel da memória, que resgata fotos, figurinos e máscaras − elementos reveladores de momentos importantes da trajetória de Nóbrega.
O artista trabalha com diversas linguagens sem, no entanto, se restringir a nenhuma delas. Dança, música, teatro e literatura são alguns dos universos pelos quais transita sua produção, desde que ingressou no Quinteto Armorial, em 1972, a convite de Ariano Suassuna. Histórias picarescas, folias carnavalescas, quadrinhas, literatura de cordel. Todas essas criações da cultura popular brasileira formam o chão, a base para que Nóbrega possa reinventar as tradições populares, propondo diversas maneiras de apropriação e envolvimento com essa cultura.
O percurso da Ocupação Antonio Nóbrega propõe ao visitante, a partir de peças e adereços, criar livremente sua própria representação, podendo assim inventar múltiplas narrativas inspiradas no circo, no carnaval e no cordel. Somente no fim do túnel, por meio de documentários dos espetáculos de Nóbrega, o público conhecerá qual é a construção simbólica do próprio artista.
“É como se você caminhasse por esse universo e fosse descobrindo a figura de Antonio Nóbrega, até que no final do percurso você chega a uma praça onde poderá assistir aos vídeos dos espetáculos Lunário PerpétuoNove de Frevereiro e Naturalmente”, conta Walter Carvalho, curador da mostra e diretor dos filmes.

E, às vezes, o público não encontrará o filme, mas o próprio artista. Antonio Nóbrega receberá o público semanalmente nesse espaço, onde realizará conversas. Assim, a exposição apresenta um pouco do passado de Nóbrega e, ao mesmo tempo, estabelece a conexão com o seu presente. “Como ele é um artista de palco, um artista de público, achei interessante incorporar os dois elementos: as referências visuais e a imagem do próprio artista Antonio Nóbrega”, enfatiza Walter Carvalho.
Confira a programação paralela do evento e a partir do dia 4 de abril, você poderá saber mais sobre Antonio Nóbrega e sobre a mostra no site do programa Ocupação (itaucultural.org.br/ocupacao). Enquanto isso, conheça os outros artistas já homenageados!
Ocupação Antonio Nóbrega
quinta abril a domingo 26 maio 2013
terça a sexta das 9h às 20h
sábado, domingo e feriado das 11h às 20h
Piso térreo

Casa de Portugal


 Show Sebastião Manuel
Data: 26 de Maio - 17h
Local: Casa de Portugal SP
Entrada 2kg de alimentos não perecível para Provedoria Portuguesa

Exposição fotográfica
 Portugal Contemporâneo

Data: 07 de Junho - 20h
Local: Galeria de Artes da Casa de Portugal


Bia Figueiredo assegura lugar no grid das 500 Milhas de Indianápolis

Bia Figueiredo (Foto: Carsten Horst / Fotoarena
A brasileira Bia Figueiredo assegurou neste domingo o lugar no grid de largada das 500 Milhas de Indianápolis, que será disputada no próximo dia 26. No Bump Day, treino que decide os pilotos que largarão entre a 25ª e a 33ª posições, Bia alcançou a 29ª colocação. O único a ficar de fora do grid será o mexicano Michel Jourdain Jr., que não entrou na pista durante o período.
Após dois dias de tomada de grid, os pilotos voltarão à pista na próxima sexta-feira, quando começam os treinos livres para os últimos ajustes dos carros visando a corrida do próximo domingo. Neste sábado, Ed Carpenter surpreendeu ao alcançar a pole das 500 Milhas. O melhor brasileiro foi Hélio Castroneves, da Penske.
Confira o grid completo:
1º Ed Carpenter (EUA/Ed Carpenter Racing-Chevrolet)
2º Carlos Muñoz (COL/Andretti-Chevrolet)
3º Marco Andretti (EUA/Andretti-Chevrolet)
4º Ernesto Viso (VEN/Andretti-Chevrolet)
5º AJ Allmendinger (EUA/Penske-Chevrolet)
6º Will Power (AUS/Penske-Chevrolet)
7º Ryan Hunter-Reay (EUA/Andretti-Chevrolet)
8º Hélio Castroneves (BRA/Penske-Chevrolet)
9º James Hinchcliffe (CAN/Andretti-Chevrolet)
10º JR Hildebrand (EUA/Panther-Chevrolet)
11º Alex Tagliani (CAN/BHA-Honda)
12º Tony Kanaan (BRA/KV-Chevrolet)
13º Oriol Servià (ESP/Panther DRR-Chevrolet)
14º Justin Wilson (GBR/Dale Coyne-Honda)
15º Sébastien Bourdais (FRA/Dragon-Chevrolet)
16º Scott Dixon (NZL/Chip Ganassi-Honda)
17º Dario Franchitti (GBR/Chip Ganassi-Honda)
18º Takuma Sato (JAP/AJ Foyt-Honda)
19º Charlie Kimball (EUA/Chip Ganassi-Honda)
20º James Jakes (GBR/RLL-Honda)
21º Simon Pagenaud (FRA/Schmidt Hamilton-Honda)
22º Townsend Bell (EUA/Panther-Chevrolet)
23º Ryan Briscoe (AUS/Chip Ganassi-Honda)
24º Simona de Silvestro (SUI/KV-Chevrolet)
25º Josef Newgarden (EUA/Fisher Hartman-Honda)
26º Graham Rahal (EUA/RLL-Honda)
27º Sebastián Saavedra (COL/Dragon-Chevrolet)
28º Tristan Vautier (FRA/Schmidt Peterson-Honda)
29º Bia Figueiredo (BRA/Dale Coyne-Honda)
30º Pippa Mann (GBR/Dale Coyne-Honda)
31º Conor Daly (EUA/AJ Foyt-Honda)
32º Buddy Lazier (EUA/Lazier-Chevrolet)
33º Katherine Legge 
(ING/SchmidtPetersonHonda)

sexta-feira, 24 de maio de 2013

A tropa de artistas que enganou Hitler na Segunda Guerra Mundial

O tanque inflável usado pelo exército dos EUA para enganar Hitler durante a Segunda Guera Mundial
A história dos soldados norte-americanos que usava tanques infláveis e efeitos sonoros para espantar os inimigos
Mais uma daquelas histórias impressionantes da Segunda Guerra Mundial que virou documentário: era junho de 1944 quando dois franceses desavisados entraram no perímetro de segurança da Vigésima Terceira Tropa de Forças Especiais dos EUA e viram, incrédulos, quatro soldados norte-americanos carregando um grande tanque de guerra. Um dos soldados, diante da cara dos franceses, apenas respondeu: “Os americanos são muito fortes.”
No entanto, não se tratava da força dos soldados, mas da leveza do tanque que era, na verdade, feito de borracha inflável. Este episódio foi documentado numa pintura (logo abaixo) por um dos soldados da tropa, que era mais conhecida como The Ghost Army (o Exército Fantasma). O grupo, que desembarcou na França no verão de 1944, foi recrutado em faculdades de arte e em agências de publicidade e tinha como principal arma a criatividade. Sua missão? Enganar as tropas de Hitler.
Alto-falantes imitavam o barulhos de grandes unidades de infantaria
O diretor de cinema Rick Beyer contou que soube da história acidentalmente, em um café, ficou maravilhado e tratou de procurar e entrevistar os dezenove veteranos da tropa que ainda estavam vivos. O resultado está no documentário The Ghost Army, que foi lançado nessa semana na rede de televisão estadunidense PBS. 

XVII Festival Amazonas de Ópera



Jovens do grupo experimental de teatro do Liceu de Artes e Oficio Cláudio Santoro estreiam no Festival Amazonas de Ópera (FAO), no próximo domingo, 26, na apresentação de "O Morcego", de Johan Strauss Filho, que será às 19h, no Centro Cultural Largo de São Sebastião, Centro.

O grupo foi criado no início deste ano pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, com o intuito de dar suporte às programações culturais.

Quinze estudantes do Liceu de Artes participarão da montagem amazonense da opereta cômica de 1874, sendo 10 do grupo experimental e cinco do laboratório teatral, que é o curso avançado de teatro.

Os alunos serão coadjuvantes na ópera – com a participação cênica de personagens caricatas, alguns de nível burguês, durante um baile de aniversário -, mas será um passo importante na formação deles.

Segundo o pedagogo do Liceu de Artes, Ricardo Lopes, essa é uma experiência inicial para os alunos, na qual eles terão contato com produções profissionais da Secretaria de Cultura, e ainda mais significativa por ser o Festival de Ópera. “É um ganho muito grande para eles ter a experiência de contracenar com solistas, o Corpo de Dança do Amazonas, a Amazonas filarmônica, e de ter acesso aos figurinos produzidos para as óperas”.

Para dar oportunidade a todos que forem prestigiar "O Morcego", o Governo do Amazonas disponibilizou sistema de autodescrição e tradução em Libras (Língua Brasileira de Sinais).

50 MIL PESSOAS SÃO ESPERADAS PARA A OPERETA

Em três atos, a opereta que encerrará as montagens líricas do XVII Festival Amazonas de Ópera traz os encontros e desencontros entre os personagens. Falke, um homem humilhado no passado por seu amigo (vestido de morcego e embriagado foi abandonado em uma praça pública), está determinado a dar o troco.

Cantada em português, a peça possui direção musical e a regência dos maestros Marcelo de Jesus e Otávio Simões. A direção cênica e a adaptação dos diálogos levam assinatura de Malu Gurgel e Julianna Santos, e a tradução do texto original e legendas são de William Pereira. A Central Técnica de Produção (CTP) é responsável pelos figurinos e cenários, e a coreografia é de André Duarte. Na iluminação, Luiz Fernando, e na criação e orquestração do “Morcego Mix”, Miguel.

GRUPO EXPERIMENTAL

O curso experimental de teatro do Liceu de Artes e Ofício Cláudio Santoro tem caráter semiprofissional, no qual os alunos experimentam uma vivência profissional para o teatro, inclusive como uma forma de encaminhá-los para encarar o mercado de trabalho. De acordo com o professor de teatro Daniel Ferrat, a cada final de módulo os alunos fazem uma apresentação de processo, onde mostram o que eles passaram dois meses produzindo em sala de aula. No período de um ano, os participantes estudarão quatro módulos: teatro físico, comédia dell'arte, brecht e montagem brecht. Cada módulo tem um professor diferente.

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Museu de Arte - Londrina


Criado pelo decreto n° 172 em 12 de Maio de 1993 e inaugurado no dia 13 de Maio deste mesmo ano, o Museu de Arte foi um presente para a comunidade de Londrina e região.

Os espaços museológicos são de fundamental importância na formação do cidadão e na construção da identidade artística, histórico-cultural de um município.

O Museu vem desenvolvendo ações que visam a promoção da pesquisa, a difusão, ampliação e divulgação do seu acervo artístico e literário, bem como a democratização e o acesso às artes.

terça-feira, 21 de maio de 2013

II Encontro Pensamento e Reflexão na Fotografia,


Em sua segunda edição, o mês dedicado à fotografia no MIS apresenta exposições individuais de artistas nacionais e internacionais que traçam um panorama diversificado da linguagem fotográfica dos séculos 20 e 21: Chico Albuquerque, Willy Ronnis, Joakim Eskildsen e Carlos Ebert.

Integra a programação do evento a inauguração da mostra Paquistão – Um País, Diversas Guerras, de Luiz Maximiano, um dos artistas selecionados pelo programa a Nova Fotografia 2013.

Ainda dentro do projeto, a instituição organizou, em parceria com o Estúdio Madalena, o II Encontro Pensamento e Reflexão na Fotografia, que ocorre entre 6 e 8 de junho. O evento conta com a união de pensadores da fotografia nacional e internacional para colocar em questão a reflexão sobre a criação fotográfica. 

Conheça as exposições:

PROGRAMAÇÃO DETALHADA

domingo, 19 de maio de 2013



A Passaporte FC é a agência de turismo oficial do São Paulo FC. Lançada em 2010, a agência conta com uma loja no Morumbi Concept Hall e oferece os mais diversos produtos de lazer e turismo relacionados ao Tricolor.
A Passaporte FC opera com exclusividade o Morumbi Tour, um passeio inesquecível pelo Cícero Pompeu de Toledo guiado por monitores cuidadosamente preparados para mostrar aos visitantes toda a história do Gigante Tricolor, numa jornada histórica e multimídia. Que tal descobrir o que o time conversa antes de uma partida, ou tentar acertar o alvo no chute a gol do vestiário são-paulino?
O Morumbi Tour inclui ainda visitas às Tribunas de Honra do Morumbi, ao Morumbi Concept Hall e ao Memorial do Tricolor, onde estão expostas as taças dos seis títulos do Campeonato Brasileiro.
  • PACOTES
Não é de São Paulo e quer ter a experiência única de assistir a uma partida no Morumbi?
Quer ir ao estádio com todo o conforto, com estacionamento, van, comida e bebida?
Quer viajar pertinho do time e conhecer os jogadores do Tricolor?
Entre em contato!

PASSAPORTE FC
Morumbi Concept Hall
Acesso pelo Portão 2
2ª a 6ª das 9h00 às 18h00
(11) 3739.5222
atendimento@passaportefc.comhttp://www.passaportefc.com

Na década de 1990, o diretor Chris Wedge viu uma exposição de quadros que não sairia mais de sua memória. As pinturas retratavam civilizações minúsculas e mágicas que habitavam árvores e arbustos. O tema serviu de inspiração para a animação ?Reino Escondido?, que estreia nos cinemas brasileiros nesta sexta-feira (17).

Feito por computação gráfica em 3D, o filme conta a história da adolescente Maria Catarina, a M.C, que é obrigada a voltar a conviver com o pai depois da morte da mãe. O pai, o pesquisador Bomba, acredita que uma civilização minúscula habitaria a floresta. Ele, no entanto, não consegue reunir provas suficientes para convencer a filha de sua teoria.

A obsessão de Bomba pelo mundo escondido e o ceticismo de Maria Catarina acabam afastando ainda mais pai e filha. A relação, no entanto, pode mudar drasticamente quando M.C  é magicamente miniaturizada e passa a conviver com os seres da floresta. Mais do que conviver com os novos seres, ela é envolvida numa missão para reestabelecer o equilíbrio entre o bem e o mal.


O filme conta com boas cenas de ação, envolvendo batalhas e perseguições entre os protetores da floresta, os homens-folha, contra os Boggans, criaturas responsáveis pelo apodrecimento da floresta. Os seres do mal são liderados por Mandrake, que é dublado na versão em inglês por Christoph Waltz, vencedor dos Oscars por ?Bastardos Inglórios? e ?Django Livre?.

O elenco da versão em inglês é cheio de estrelas. Maria Catarina é dublada por Amanda Seyfried e Beyoncé dubla a rainha da floresta, Dara. O elenco ainda tem Colin Farell, o rapper Pitbull, Steven Tyler e Josh Hutcherson. O elenco brasileiro também tem duas personalidades: Murilo Benício, no papel do pai de Maria Catarina, e Daniel Boaventura, que dubla o líder dos homens-folha, Ronin.

Em entrevista ao UOL, Boaventura contou que o trabalho marca sua estreia em dublagem e que Ronin é o primeiro herói de sua carreira. "Ronin é um herói com todas as características: é líder, tem personalidade forte e é responsável por cuidar de seu povo. Isso me deixou muito mexido porque nunca tinha feito um herói em qualquer trabalho. Só tinha feito o anti-herói Gaston, no musical 'A Bela e a Fera'".

Além de ação e cenas com belos efeitos especiais, a animação ainda tem romance e lições de amizade. O alívio cômico fica por conta da lesma Mub e do caracol Grub, que divertem por serem desengonçados e por não medirem esforços para ajudar a salvar o mundo. A produção foi feita pelo estúdio Blue Sky, responsável por ?A Era do Gelo? e ?Rio?, e que é comandado pelo brasileiro Carlos Saldanha. 
 Mariane Zendron - Do UOL, em São Paulo






Exposição Mônica 50 Anos


Os fãs de quadrinhos brasileiros podem festejar: será aberta neste sábado, 5 de maio, uma exposição em homenagem aos 50 anos da Turma da Mônica, no Museu Brasileiro da Escultura,
em São Paulo.
 A exposição fica aberta até o dia 2 de junho, de terça a domingo, entre 10h e 19h.
A entrada é gratuita. 
Farão parte da mostra o original da primeira tira da Mônica, o terceiro coelho de pelúcia pertencente a Mônica Sousa – filha de Mauricio de Sousa e em quem a personagem foi inspirada -, bonecas da Mônica, os filmes de sucesso, os games da década de 90 e  outras atrações, compondo uma exposição para pais e filhos.
“É emocionante ver, em retrospectiva, a presença da Mônica em cada década, desde a sua criação. Fica notória a importância da personagem para a cultura de cada período e é surpreendente ver como ela sempre foi amada pelos brasileiros, desde os anos 60 até hoje”, afirmou Mauricio de Sousa.
SERVIÇO
Exposição Mônica 50 Anos
Museu Brasileiro da Escultura 
(Av. Europa, 218 – São Paulo – SP)
De 5 de maio a 5 de junho
Aberta de terça a domingo, entre 10h e 19h
Entrada gratuita