terça-feira, 31 de janeiro de 2012

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

CANÇÃO DO MIGRANTE

Tenho saudades da terra onde nasci
Dos seus rios , vales e montanhas
Da minha casa e do meu povo
Do cheiro do cacau e das pedras preciosas

Por terras estranhas estou a vagar
Aqui encontrei meu amor, sofro minhas dores
São quase quatro décadas longe de ti
Guardo na memória cada lembrança do passado

O quê seria de mim, sem suas raízes
O quê será de mim, com tantas saudades
O quê será de ti minha amada Macarani
Sem o retorno de seu filho pródigo
Manoel Hélio

domingo, 29 de janeiro de 2012



Amor não é se envolver com a pessoa perfeita,aquela dos nossos sonhos.

Não existem príncipes nem princesas.

Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.

O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.

sábado, 28 de janeiro de 2012

RASTRO ANGUSTIADO




RASTRO ANGUSTIADO

As nuvens baixam e escurecem
todo o vale, ao amanhecer
trazem na imagem a tristeza
da angustia que está a me preencher.

Encobrem a extensão esverdeada
das montanhas enfileiradas
que salpicadas de lágrimas
vertem a mágoa em enxurrada.

Transbordam as emoções
deste coração melindrado
tal qual a chuva que invade
em pranto meus olhos vertem as saudades.

A cada lugar em que passo
deixo um rastro angustiado
pocurando na nova imagem
apagar este amor acabado.

Disformo a lembrança guardada
que trago no fundo da alma
deixo esvair como fumaça
a certeza da imagem renovada.

AMARILIS PAZINI AIRES

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012




pensador.info

Vale a Pena Conhecer



Mazzaropi foi um artista brasileiríssimo. De origem humilde, começou no circo, foi para o rádio, passou pela TV, e chegou ao cinema, onde estreou como ator até se tornar seu próprio produtor, diretor e distribuidor, consagrando-se como um dos maiores sucessos de bilheteria.


Conheça o Museu Mazzaropi

Estrada Municipal Amácio Mazzaropi, 201

Bairro dos Remédios, Taubaté, SP


CEP:12086-020
tel: (12) 3634-3447

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012


- Tou. A gente liberta o negro.

A negra ia apanhando o tabuleiro.

Henrique ajudou-a a botar as latas vazias em cima.

Ela perguntou:- Você sabe qual é a coisa mais melhor do mundo?-

Qual é, minha tia?- Adivinhe.- Mulher...- Não.- Cachaça...

- Não.- Feijoada...- Não sabe o que é? É cavalo.

Se não fosse cavalo, branco montava em negro..."


quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Músico e Sociólogo Carlos Benethi no Talk Show - JustTV - 24/01/12



Assista Tv Pela internet, http://www.justtv.com.br

Carlos Benethi é cantor, compositor e formado em Sociologia e História. Sua formação acadêmica influencia diretamente sua obra, revelando letras com questionamentos sociais e comportamentais. Em fase de produção de seu segundo CD independente, Carlos fala um pouco de sua trajetória, além de mostrar um pouco de sua arte.

Programa transmitido ao vivo todas às terças às 21h no http://www.justtv.com.br

Programa exibido dia 24/01/12 Oferecimento: http://www.Goorila.com.br

São paulo - Feliz Aniversário

São Paulo, São Paulo
Premeditando o Breque (Premê)

É sempre lindo andar na cidade de São Paulo,de São Paulo

O clima engana, a vida é grana em São Paulo

A japonesa loura, a nordestina moura de São Paulo

Gatinhas punks, um jeito yankee de São Paulo, de São Paulo
Ah!Na grande cidade me realizarMorando num BNH.

Na periferia a fábrica escurece o dia.
Não vá se incomodar com a fauna urbana de São Paulo, de São Paulo

Pardais, baratas, ratos na Rota de São Paulo

E pra você criança muita diversão em São Paulo

São Paulo liçãoTomar um banho no Tietê ou ver TV.
Ah!Na grande cidade me realizar

Morando num BNHNa periferia a fábrica escurece o dia.
Chora Menino, Freguesia do Ó, Carandiru, Mandaqui, ali

Vila Sônia, Vila Ema, Vila Alpina, Vila Carrão,

MorumbiPari,Butantã, Utinga, M'BOI MIRIM,

Brás, Brás, BelémBom Retiro, Barra Funda,

Ermelino MatarazzoMooca, Penha, Lapa, Sé,

Jabaquara, Pirituba, Tucuruvi, Tatuapé
Pra quebrar a rotina num fim de semana em São Paulo

Lavar um carro comendo um churro é bom pra burro

Um ponto de partida pra subir na vida em São Paulo, em São Paulo

Terraço Itália, Jaraguá, Viaduto do Chá.
Ah!Na grande cidade me realizar morando num BNH

Na periferia a fábrica escurece o diaNa periferia a fábrica escurece o dia

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Pensamentos que Vôam






"A maior riqueza do "homem" é, também, sua disponibilidade para ser solidário, prestativo e produtivo... Voluntariamente"
(By M&!!O)

SÃO PAULO...MINHA CIDADE



SÃO PAULO

Tenho orgulho e grande amor
Por esta cidade encantada,
Abraça o país com todo o calor
Como uma mãe enfeitiçada.

Vê-se arbustos se enroscando
Em meio à vasto concreto,
Passarinhos cantando e voando
Em plena selva de pedras.

São Paulo, cidade mágica
De ilustres arranha-céus,
Viadutos, túneis e elevados
Que se abrem como véus.

São Paulo, nossa metrópole
Onde tudo acontece
Com o sol, trabalho esmerado
Com a lua, deleite merecido e esperado.

A nossa linda bandeira
Carrego com alegria e orgulho,
Pois viver na cidade de São Paulo
É ser Paulista, é ser Brasil.

AMARILIS PAZINI AIRES

Guerra e Paz, de Portinari

A exposição Guerra e Paz, de Candido Portinari (1903-1962), chega à cidade de São Paulo em fevereiro de 2012, segundo o Projeto Portinari. A mostra será inaugurada no dia 6, em homenagem ao cinquentenário de morte do pintor, e permanecerá aberta ao público até 21 de abril. O local é o Salão dos Atos, no Memorial da América Latina.
A mostra apresenta os painéis Guerra e Paz erguidos pela primeira vez após o trabalho de restauro, feito entre fevereiro e maio de 2011, e reúne cerca de 100 dos estudos originais preparatórios do artista para ambos.
Entre 1952 e 1956, Portinari dedicou-se aos trabalhos, seus dois últimos e maiores murais, encomendados pelo governo brasileiro para a sede da ONU. A área total pintada nos painéis, uma superfície de 280m², é maior que a do Juízo Final, de Miguel Ângelo, na Capela Sistina.
Em 2007, o anúncio de uma grande reforma no edifício das Nações Unidas entre 2010 e 2013 proporcionou a oportunidade inédita de expor os painéis no Brasil e no exterior.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Dia 24/01, Carlos Benethi estará ao vivo no Talk show as 21h na Just Tv ( www.Justtv.com.br )


Quem vê, Senhora, claro e manifesto
O lindo ser de vossos olhos belos,
Se não perder de vista só em vê-los,
Já não paga o que deve a vosso gesto.
Este me parecia preço honesto;
Mas eu, por de vantagem merecê-los,
Dei mais a vida e alma por querê-los,
Donde já não me fica mais de resto.
Assim que a vida e alma e esperança,
E tudo quanto tenho, tudo é vosso,
E o proveito disso eu só o levo.
Porque é tamanha bem-aventurança
O dar-vos quanto tenho e quanto posso,
Que, quanto mais vos pago, mais vos devo.
Luís de Camões

domingo, 22 de janeiro de 2012

sábado, 21 de janeiro de 2012

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Pela luz dos olhos teus

Quando a luz dos olhos meus
E a luz dos olhos teus
Resolvem se encontrar
Ai que bom que isso é meuDeus
Que frio que me dá o encontro desse olhar
Mas se a luz dos olhos teus
Resiste aos olhos meus só p'ra me provocar
Meu amor, juro por Deus me sinto incendiar
Meu amor, juro por Deus
Que a luz dos olhos meus já não pode esperar
Quero a luz dos olhos meus
Na luz dos olhos teus sem mais lará-lará
Pela luz dos olhos teus
Eu acho meu amor que só se pode achar
Que a luz dos olhos meus precisa se casar.
Vinícius de Moraes

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

"Cães amam seus amigos e mordem seus inimigos, bem diferente das pessoas, que são incapazes de sentir amor puro e têm sempre que misturar amor e ódio em suas relações." -
Sigmund Freud

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Vale a Pena Ler

Refinamento e Loucura são poemas que bailam com aquarelas, pastéis e desenhos. O fundo que é posto numa forma. Baile da alma e da razão que despe a autora e assim ao leitor. Claudia acredita que todos são Um. Que todos estão escancarados, em carne viva, que a poesia é o alimento que salva, que cura, que alegra e que ensurdece, assim como a gota de orvalho que cai sem se esperar.
A obra é permeada por um humor praticamente escárnio e explode em achados originais. A autora mergulha nos refinamentos de sua afetividade, de sua família e filhos e também em sua loucura, cada dia mais essencial.


Refinamento e Loucura

Autora:Claudia Alencar

Vale a Pena Ler

Trata-se de uma abordagem avançada à procura de uma teoria geral do planejamento territorial do turismo, com o esforço de preencher lacunas bibliográficas. O Brasil já dispõe de algumas epistemologias; propostas metodológicas; várias abordagens geográficas e sociológicas; apreciações filosóficas e éticas do turismo, além de grande quantidade de utilitários operacionais como hotelaria, restaurantes, marketing etc. O que carece de ser sistematizado são teorias sobre reorganização territorial que considerem as ameaças ao turismo e aos cidadãos comuns: favelas, degradação da natureza, das cidades, do patrimônio... Nesse sentido esta obra se esforça por naturalizar conceitos importados ao mesmo que cria outros. Procura atingir e instrumentar os agentes suscetíveis de criar políticas mais conseqüentes: administradores públicos dos três níveis de governo; planejadores urbanos e regionais; arquitetos e urbanistas; geógrafos; turismólogos; antropólogos sociólogos e ambientalistas.
Ficha Técnica

EU E VOCÊ


EU E VOCÊ

È fim de tarde...
na despedida ensolarada
na distancia que se aproxima
no segredo que nos acompanha.
Nos olhamos...
a saudade se apresenta,
nos olhares furtivos
nos momentos roubados
no toque de mãos escondidas.
A música se cala
a palavra emudece,
nossos temores
nossos dilemas,
invadem o espaço
no declinar do dia.
Eu e você...
sorvemos a farsa,
antes que se desfaça.

AMARILIS PAZINI AIRES

Soneto do Amor Total

Amo-te tanto, meu amor ... não cante
O humano coração com mais verdade ...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.

Vinícius de Moraes

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Marcelo SB - Tears in heaven

Até o dia 29 de janeiro, os visitantes do Masp poderão conferir o trabalho de um dos maiores nomes da arte europeia no período do pós-Guerra. A exposição Realismo Capitalista e Outras Histórias Ilustradas traz 250 obras do artista alemão Sigmar Polke.

Esta é a primeira mostra internacional do artista após a sua morte, no ano passado, aos 69 anos. Em plena Guerra Fria, marcada pela disputa entre Estados Unidos e União Soviética pela hegemonia do mundo, Polke conseguiu criticar os dois lados dessa polarização, provocando o realismo socialista dos comunistas e se opondo ao consumismo característico dos capitalistas.

Realismo Capitalista e Outras Histórias Ilustradas
Data: de terça-feira a domingo, até 29 de janeiro de 2012
Horário: quinta-feira, das 11h às 20h; nos outros dias, das 11h às 18h
Locais: Masp
End.: Av. Paulista, 1578 - Jardim Paulista - metrô Trianon-Masp
Preço: R$ 15; meia-entrada para estudantes, menores de 10 anos e pessoas acima de 60 anos; grátis às terças-feiras.
Tel.: (11) 3251-5644
www.masp.art.br

domingo, 15 de janeiro de 2012


Não tortures mais a doce ilusão do teu coração
Apague a incerteza dos teus dias frios e sombrios
Existe um novo sol a cada manhã
Lembre-se que a felicidade é um caminho
A ser percorrido.

Mora Alves

Vale a Pena Ler

Admirador de Nelson Rodrigues, o autor resgata em 23 histórias o universo rodriguiano inserindo-o na atualidade do Rio de Janeiro do século XXI. Personagens intensas e desesperadas em suas atitudes convivem com o drama e a tragicomédia urbana de um Rio de Janeiro caótico. Solidão, traições, mesquinhez humana e o absurdo da existência permeiam as narrativas ora densas, ora líricas.

Autor: Zulmar Lopes

Gêneros: Literatura Nacional
Editora: Caki Books Editora LTDA
Formato: EPUB (Livro Digital)

sábado, 14 de janeiro de 2012

Eugênio é uma pessoa profundamente infeliz, marcada por uma infância pobre e por experiências humilhantes. Assombrado pelo fantasma da pobreza, cria para si um fantasmagórico complexo de inferioridade que o assombra por grande parte da vida. Eugênio forma-se em Medicina com grandes dificuldades financeiras e espirituais, sentindo-se incapacitado para exercer sua profissão. No dia de sua formatura reconhece na colega de curso, Olívia, a mulher, amiga e amante que vem a ser. Olívia era dotada de grande sensibilidade, serenidade e senso de espírito e era para Eugênio uma espécie de sedativo, pois lhe abrandava o sofrimento. Mesmo assim, Eugênio, que odiava a pobreza, casa-se com Eunice para ganhar "status" e abandona a profissão de médico. Levando a cômoda vida de rico, sente-se deslocado e inútil, tornando-se amante de uma amiga de Eunice, como que para provar sua utilidade.Neste meio tempo, Olívia parte para o interior, onde dá a luz a uma menina, filha de Eugênio. Passados três anos, Olívia e Eugênio reencontram-se e passam a viver novamente juntos. Quando Eugênio resolve separar-se de Eunice, Olívia morre de uma hemorragia, deixando aos amigos que ficaram uma grande lição de vida.Eugênio separa-se de Eunice e passa a viver com a filha na casa dos Falk, velhos amigos de Olívia, e recomeça a exercer sua profissão com a ajuda de seu velho amigo, o doutor Seixas.Tomado de grande ânimo, Eugênio dedica-se, com alma e coragem até então desconhecidas, à medicina.A crescente felicidade lhe deixa a mente aberta para novos ideais, não simplesmente para ganhar a vida, mas para ter a certeza de existir, pois Olívia sempre dizia: "Considerai os lírios do campo. Eles não fiam nem tecem e no entanto nem Salomão em toda sua glória se cobriu como um deles".



sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Vale a Pena Ler

O "Auto da Barca do Inferno" (c. 1517) representa o juízo final católico de forma satírica e com forte apelo moral. O cenário é uma espécie de porto, onde se encontram duas barcas: uma com destino ao inferno, comandada pelo diabo, e a outra, com destino ao paraíso, comandada por um anjo. Ambos os comandantes aguardam os mortos, que são as almas que seguirão ao paraíso ou ao inferno.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012


Solidão

A solidão é uma
Lâmina que lentamente corta
Seus pulsos e aniquila tua alma
Traduz em palavras o universo latejante
Que sufoca a existência do teu ser
Diferente da dor que se faz presente
Ela te escraviza na indiferença
Do abandono de si mesmo.
Mora Alves
Cuidem da higiene do espelho de vossa alma, pois é ele que reflete o quanto crescemos como homens. Há homens que passam tanto tempo distraídos e auto-enganados, que não percebem o quanto se encontra embasada a sua postura.
Augusto Vicente

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

CONVITE

By M&!!O Eventos e ALACRO
Apresenta abertura da Agenda 2012
Com Exposição de Obras de Arte do Artista Plástico Nico Leite de São Paulo.
De 06 a 30 de Janeiro.
Na Casa da Cultura de Rio das Ostras

Apresentação de Arte em Dança e Música com Bethinha Rodrigues
No Vernissage de encerramento dia 27 de Janeiro a partir das 18:30 h.

Sinta-se convidado(a)

Abraços
Elaine Mello

domingo, 8 de janeiro de 2012

sábado, 7 de janeiro de 2012


Não busque a felicidade fora, mas sim dentro de você, caso contrário nunca a encontrará.
Epiteto

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

A partir de um recorte temático nas diversas coleções fotográficas do acervo do Museu Paulista da USP a mostra apresentará cerca de 250 imagens de bebês. Nessas fotografias o público poderá ver como eram retratados os bebês do século XIX e das primeiras décadas do século XX, ora sozinhos, com suas mães, seus pais e irmãos ou com suas babás.

Museu Paulista da USP
Até 18 de março de 2012
Visitação de terça a domingo, das 9 às 17 horas

Só o inimigo não trai nunca.

Nelson Rodrigues

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012


A Mocidade
por Olavo Bilac
Poema publicado em Poesias Infantis

A Mocidade é como a Primavera!
A alma, cheia de flores, resplandece,
Crê no Bem, ama a vida, sonha e espera,
E a desventura facilmente esquece.

É a idade da força e da beleza:
Olha o futuro, e inda não tem passado:
E, encarando de frente a Natureza,
Não tem receio do trabalho ousado.

Ama a vigília, aborrecendo o sono;
Tem projetos de glória, ama a Quimera;
E ainda não dá frutos como o outono,
Pois só dá flores como a Primavera!

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012



Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...E ter paciência para que a vida faça o resto...



terça-feira, 3 de janeiro de 2012


Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é senão uma gota de água no mar. Mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota.

Madre Teresa de Calcuta

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012


COQUETEL DIA 27 DE JANEIRO A PARTIR DAS 18:30 HORAS

OCASIÃO EM QUE O ARTISTA PLÁSTICO NICO LEITE ESTARÁ RECEBENDO A TODOS.

APOIO CULTURAL:

By M&!!O EVENTOS (22-92518492)

ALACRO SEPOL COMPUTADORES (22-2760-2225)

POUSADA CATAVENTO (22-2760-0613)

FUNDAÇÃO E CASA DA CULTURA DE RIO DAS OSTRAS

domingo, 1 de janeiro de 2012


Nada se esquece mais lentamente que uma ofensa e nada mais rápido que um favor.

Martinho Lutero

Feliz 2012

Música: Marcas do que se foi

Este ano quero paz
No meu coração
Quem quiser ter um amigo
Que me dê a mão...

O tempo passa e com ele
Caminhamos todos juntos
Sem parar
Nossos passos pelo chão
Vão ficar...

Marcas do que se foi
Sonhos que vamos ter
Como todo dia nasce
Novo em cada amanhecer...(2x)

Este ano quero paz
No meu coração
Quem quiser ter um amigo
Que me dê a mão...

O tempo passa e com ele
Caminhamos todos juntos
Sem parar
Nossos passos pelo chão
Vão ficar...

Marcas do que se foi
Sonhos que vamos ter
Como todo dia nasce
Novo em cada amanhecer...(4x)