sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Prêmio Jabuti 2010


















O músico e escritor Chico Buarque foi o grande vencedor do Prêmio Jabuti de 2010, o mais prestigiado e importante da literatura brasileira. O seu mais recente trabalho, “Leite Derramado”, foi escolhido como o “Melhor Livro do Ano”, na categoria ficção, tanto pelos jurados do prêmio quanto pela votação dos internautas, que começou a ser realizada pela primeira vez neste ano. Chico Buarque desbancou concorrentes das categorias “romance”, “contos e crônicas”, “poesia”, “infantil” e “juvenil”.


Na categoria “não-ficção”, a vencedora foi a psicanalista Maria Rita Kehl, com o livro “O Tempo e o Cão”. A obra foi escolhida entre os três primeiros colocados de 2010 nas categorias “teoria/crítica literária”, “reportagem”, “ciências exatas, “tecnologia e informática”; “economia, “administração e negócios”; “direito”, “biografia”, “ciências naturais e da saúde”, “ciências humanas”, “didático e paradidático”, “educação, psicologia e psicanálise”, “arquitetura e urbanismo”, “fotografia, comunicação e artes”.

Os vencedores do prêmio principal receberam R$ 30 mil, cada. A escolha foi feita por um júri formado por profissionais do mercado editorial que teve a tarefa de ler os três melhores livros do ano em diversas categorias e a entrega foi feita na Sala São Paulo, na capital paulista.

Também foi anunciado o vencedor do prêmio “Voto Popular” na categoria “não-ficção”. O título mais votado foi “Linguagens Formais, Teoria, Modelagem e Implementação”, de Marcos Vinicius Midena Ramos, João José Neto e Italo Santiago Vega. Os vencedores da categoria “Voto Popular” receberam, cada um, uma placa em homenagem à conquista.

Fonte: http://www.uol.com.br/

Um comentário:

  1. Agora que vergonha a demissão da Maria Rita Kehl, lamentável.

    ResponderExcluir